PUBLICIDADE
Notícias

Irmão de vice-governador minimiza participação em evento de Eunício Oliveira

Marco participou de evento do PMDB em Crateús, onde Eunício Oliveira teceu diversas críticas à gestão Cid Gomes

13:16 | 12/05/2014

Irmão do vice-governador Domingos Filho (PMDB), o vereador de Tauá Marco Aurélio Aguiar minimizou sua participação em evento do PMDB em Crateús, realizado neste sábado. Marco esteve no Município com outras duas pessoas, em palanque onde o pré-candidato do PMDB ao governo, Eunício Oliveira, teceu diversas críticas à gestão Cid Gomes (Pros).

A presença do irmão do vice-governador fez fervilhar os bastidores da política cearense. Entre os comentários, a presença de Marco Aurélio foi vista como sinal de proximidade entre Domingos Filho e tese da candidatura própria de Eunício. Mesmo tendo migrado do PMDB para o Pros, o vice-governador manteve diversos prefeitos ligados a ele na antiga legenda.

A lista inclui até a esposa do vice-governador, a prefeita de Tauá, Patrícia Aguiar. Até mesmo entre aliados de Cid, a questão é vista com certa desconfiança, pois não se sabe ao certo se esses prefeitos deverão apoiar o Pros caso o governador não indique Domingos à sua sucessão.

[SAIBAMAIS 2]Amizade

Em entrevista ao O POVO, no entanto, Marco Aurélio descartou a tese. “Fui a Crateús até porque peço que o grupo que elegeu o governador Cid Gomes permaneça unido, e eu ainda acredito nisso”, disse o vereador. Ele destaca que sempre teve “amizade pessoal” com Eunício Oliveira, em questão que “foge da política”.

“Temos a sétima capital mais violenta do mundo. Será que isso não tem jeito? Tem”, disse Eunício no último sábado, em evento que foi visto como sinal de rompimento entre ele e Cid Gomes. O senador citou a política de tolerância zero aplicada em Nova York (EUA) como exemplo de remédio conveniente para a criminalidade crescente no Ceará. “Por que não é possível aqui? É possível sim”.

Redação O POVO Online

TAGS