PUBLICIDADE
Notícias

Foragido após ser condenado no mensalão, Pizzolato é preso na Itália

Pizzolato tem cidadania brasileira e italiana. Ele portava um documento falso, o passaporte de um irmão morto

11:39 | 05/02/2014
NULL
NULL
O ex-diretor de marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, está preso na Itália, para onde fugiu em dezembro do ano passado. Ele estava prestes a ser preso no Brasil após ser condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no processo do mensalão e era considerado foragido da Justiça.

Pizzolato tem cidadania brasileira e italiana. Mas, segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, ele está com um documento falso – o passaporte de um irmão morto, segundo as primeiras informações.

Por isso, foi preso pelos "carabinieri", como é chamada a polícia local italiana, na cidade de Maranello (Emiglia Romana, região ao norte da Itália).

A Polícia Federal do Brasil ainda não se pronunciou sobre o caso, mas já teria sido informada da prisão. Pizzolato teria usado o passaporte falso para fugir via Buenos Aires. 

Condenação e fuga
Pizzolato foi condenado a 12 anos e sete meses de prisão e fugiu do Brasil em novembro. Após a expedição de seu mandado de prisão, ele divulgou uma nota alegando que fugiu com o objetivo de evitar as conseqüências de um “julgamento de exceção”. 

O ex-diretor esperar ter direito a novo julgamento na Itália. Entre os 12 do mensalão que foram condenados à prisão, apenas Pizzolato não se entregou à Polícia.

Com informações da Folha de S. Paulo

TAGS