PUBLICIDADE
Notícias

Eunício diz que recusou convite para Ministério da Integração Nacional

13:33 | 05/02/2014
O senador Eunício Oliveira (PMDB) afirmou nesta quarta-feira, 5, que recusou o convite da presidente Dilma Rousseff (PT) para que ele assumisse o Ministério da Integração Nacional. “Não seria correto ficar inelegível”, disse o senador, em entrevista à rádio Tribuna Band News.

A recusa e as declarações do parlamentar deixam evidente que ele deve mesmo ser candidato à sucessão do governador Cid Gomes (Pros) no Governo do Estado. O convite da presidente seria uma forma de tentar tirá-lo da disputa eleitoral, já que o PT é hoje mais próximo a Cid e deve apoiar o candidato a ser indicado pelo governador.

 “A minha posição é de apoiar a presidente, porque eu sou amigo do Lula e da Dilma, mas, por outro lado, também colocar o nome à disposição do eleitor cearense ou do partido para que ele avalie em uma convenção se isso é adequado ou não”, admite.

Eunício disse que considera natural o movimento para tentar dissuadi-lo da postulação. “Isso faz parte do processo, do jogo. Todo mundo busca ocupar o seu espaço e, quando o espaço fica vazio, é muito mais fácil”, pontuou.

O senador afirmou ainda que o PMDB vai priorizar candidaturas do partido em pelo menos cinco estados, incluindo o Ceará.

Na terça-feira, 4, o senador afirmou ao O POVO que não tinha recebido nenhum convite para ocupar ministério.

Redação O POVO Online

TAGS