PUBLICIDADE
Notícias

Com dezenas de carros, donos de autoescolas protestam, na Câmara, contra simulador

Antes de ir para a Câmara Municipal, o protesto foi realizado em frente à sede do Detran-CE; grupo segue para Assembleia Legislativa

12:17 | 13/02/2014
NULL
NULL

Os proprietários de autoescolas de Fortaleza realizaram uma manifestação em frente à Câmara Municipal, nesta quinta-feira, 13, contra a implantação do Simulador de Direção Veicular. Carros de diversas autoescolas fecharam a rua em frente em Casa Legislativa. Um grupo de proprietários foi recebido por parlamentares que prometeram apoio à luta contra o equipamento.

A dificuldade de adequação à nova regra fez com que uso obrigatório de simulador, que deveria entrar em vigor a partir de 1° de janeiro, fosse prorrogado para o dia 30 de junho, por decisão do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Os proprietários de autoescolas criticam que o custo do equipamento é muito alto e ele não atende às necessidades especiais de quem vai aprender a dirigir um veículo. Além disso, são questionadas a falta de adaptação para condutores com necessidades especiais, a qualidade do equipamento e a ausência de discussão com os instrutores de trânsito sobre a adoção do simulador.

Câmara Municipal
Enquanto dezenas de carros com logomarcas de autoescolas interromperam o fluxo na rua Dr. Thompson Bulcão, em frente à Câmara, um grupo foi recebido por vereadores da Comissão de Direito do Consumidor e integrantes de uma comissão especial.
[FOTO2]

 

 

 

 

 

 

 

 

De acordo com a vereadora Toinha Rocha (Psol), proprietária de autoescola, os parlamentares se convenceram de que a adoção do equipamento é desnecessária e afirmaram que a Câmara Municipal redigirá e aprovará um documento em que manifesta o apoio à favor do projeto no Congresso Nacional que cancela a obrigatoriedade do equipamento.

Antes de ir para a Câmara Municipal, o protesto foi realizado em frente à sede do Detran-CE. O grupo segue para a Assembleia Legislativa. Segundo Toinha, em Fortaleza, há 105 autoescolas e participa do protesto um carro de cada empresa.

Além de Fortaleza, há manifestações acontecendo em outras cidades como Quixadá, Juazeiro do Norte e Sobral. Na próxima semana, afirma a vereadora, um grupo deve seguir para Brasília, acompanhar a votação do projeto contra o simulador.

TAGS