PUBLICIDADE
Notícias

TSE investiga suspeita de abuso em horas extras

13:24 | 24/01/2013
A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Cármen Lúcia Antunes Rocha, afirmou nesta quinta-feira que o órgão investiga as suspeitas de abusos no recebimento de horas extras por funcionários do tribunal durante o período eleitoral. Reportagem publicada na semana passada pelo jornal O Estado de S. Paulo mostrou que um grupo de servidores do TSE ganhou mais do que os próprios ministros da Corte.

Em novembro, por exemplo, 161 funcionários do tribunal receberam de R$ 26.778,81 a R$ 64.036,74. "Essa matéria tem sido objeto, desde outubro, de tomada de providências. Qualquer irregularidade que se apure aqui, em qualquer setor, sobre qualquer matéria, é apurada na minha administração", disse pela manhã a ministra. Até agora dois colaboradores do TSE foram exonerados e um servidor teve de devolver parte do dinheiro recebido com horas extras.

TAGS