PUBLICIDADE
Notícias

Iniciativa sobre ficha limpa na administração é elogiada

21:05 | 03/12/2012
O presidente da Comissão de Ética Pública, Américo Lacombe, elogiou a iniciativa do governo de assinar decreto que estabelece ficha limpa na administração pública. "Se vier, será bem-vinda", disse Lacombe, acrescentando que "o problema da ficha limpa é que ela deve incluir todos os poderes e não só valer para cargos eletivos". Para ele, no caso do servidor público, "pressupõe-se" que ele tenha ficha limpa.

Conforme o jornal O Estado de S.Paulo antecipou, a presidente Dilma Roussef cobrou uma definição em relação ao texto do decreto que vai exigir ficha limpa para funcionários públicos, após o escândalo envolvendo servidores que vendiam pareceres.

Lacombe não considera que o projeto esteja sendo editado tardiamente. "Não vem tardiamente não. É que, até então, ninguém pensava nisso", comentou ele, lembrando que, no caso dos cargos eletivos, a ficha limpa "tem uma significação maior porque o povo é que vai depois votar". Mas reiterou que deve valer para todos os poderes.

Questionado se a comissão de ética pode ajudar na elaboração do texto, Lacombe respondeu: "se for perguntada, a comissão pode ajudar na elaboração do projeto. Mas não vamos nos meter em seara alheia. A competência não é nossa para fazer isso".

TAGS