PUBLICIDADE
Notícias

Exame não detecta tumor maligno em Roberto Jefferson

17:38 | 28/07/2012
Pivô do escândalo do mensalão, o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, 59 anos, foi submetido hoje a uma cirurgia para retirada de um tumor no pâncreas, que teve duração de oito horas. Boletim médico divulgado pelo Hospital Samaritano informa que o resultado preliminar de um exame patológico indica que o tumor retirado não apresenta sinais de malignidade. Mas será necessário aguardar o resultado definitivo para conclusão do diagnóstico.

A cirurgia, realizada pelos médicos José de Ribamar Saboia de Azevedo, Alexandre Prado de Resende e Aureo Ludovico de Paula, transcorreu dentro do previsto, sem qualquer intercorrência, segundo o boletim. O procedimento teve uma complexidade acima do usual, por conta de uma cirurgia bariátrica prévia.

O boletim informa que a cirurgia realizada foi uma gastroduodenopancreatectomia cefálica (retirada de parte do estômago, parte do pâncreas, duodeno e parte do canal biliar). Além disso, os médicos retiraram os lifonodos regionais (glânglios linfáticos).

Ainda segundo o boletim, o resultado preliminar do material cirúrgico, realizado pelo patologista Wilhermo Torres, foi de tumor papilar mucinoso ductal, com displasia de baixo grau. Isso quer dizer, que neste exame inicial não há sinais de malignidade. Mas será necessário aguardar o resultado definitivo da análise do material e o exame imuno-histoquímico para a conclusão do diagnóstico.

O hospital deve divulgar um novo boletim amanhã (29).

TAGS