PUBLICIDADE
Notícias

Pimentel diz que "organização criminosa" se inseriu nos três poderes

10:57 | 04/05/2012

O senador José Pimentel (PT) afirmou nesta sexta-feira (4), em entrevista ao programa Debates do Povo, da rádio O POVO/CBN, que existe uma organização criminosa, articulada pelo contraventor Carlinhos Cachoeira, inserida nos três poderes da República e com ramificações na imprensa, para estorquir empreendedores e autoridades públicas. Por isso, segundo ele, a necessidade de se ter instalado uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) no Congresso.

"Essa CPMI, conhecida como CPMI do Cachoeira, inicia diferente das outras, porque já temos um conjunto de informações, dados consolidados de investigação da Polícia Federal, do Ministério Público Federal, do próprio poder Judiciário", ressaltou Pimentel.

O petista destacou ainda duas importantes reuniões que darão mais esclarecimentos à polêmica. Uma no próximo dia 8, em que serão ouvidos os dois delegados que presidiram o inquérito da Operação Vergas, e outra no dia 15, em que será ouvido o bicheiro Carlinhos Cachoeira.

Disse ainda que os encontros terão que ser sigilosos, por conta da gravidade do problema. "É a primeira vez que o Estado se debruça sobre uma questão com essa complexidade", sublinhou.

Questionado se o Governo teria interesse, coragem e força para passar todo o escândalo a limpo, Pimentel disse ainda que a CPMI é uma questão dos partidos e das bancadas, e não do Palácio do Planalto. "É com esse olhar que foi fechado o alcance da investigação. Pela primeira vez um texto de CPI é fechado entre situação e oposição", argumentou. 

da Redação do O POVO Online

TAGS