PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Evo Morales elogia Grupo de Lima por rejeitar intervenção na Venezuela

16:03 | 26/02/2019

O presidente da Bolívia, Evo Morales, elogiou hoje (26) a declaração do Grupo de Lima que defendeu a transição pacífica na Venezuela por meio dos próprios venezuelanos sem intervenção externa. A iniciativa contou com apoio da maior parte dos representantes dos países das Américas, inclusive do Brasil.

"Saudamos os países do Grupo de Lima, que se manifestou contra a intervenção armada contra #Venezuela Somos uma região de paz em que o respeito à vida é fundamental para o nosso povo Nós afirmaos e mantemos: ‘o diálogo é o único caminho’”, afirmou o boliviano na sua conta no Twitter.

Brasília - O presidente da Bolívia, Evo Morales, durante visita a Brasília (José Cruz/Agência Brasil) - José Cruz/Agência Brasil

Em Bogotá, na Colômbia, presidentes, vice-presidentes e chanceleres do Grupo de Lima se reuniram ontem (25). No encontro, eles reiteraram a "transição democrática" na Venezuela que "deve ser conduzida pelos próprios pacificamente venezuelanos", apoiados por meios políticos e diplomáticos, sem uso da força, como refletido na imprensa internacional.

Dos países da região, a maioria apoia o governo interino de Juan Guaidó. Porém, Bolívia e Cuba se manifestaram a favor do presidente Nicolás Maduro, enquanto México e Uruguai optaram pela neutralidade.

Na reunião em Bogotá, os líderes presentes apelaram para que mais países respaldem a legitimidade de Guaidó.

*Com informações da ABI, agência públia de notícias da Bolívia.