PUBLICIDADE
Notícias

Ministro do Interior critica acordo europeu de Merkel sobre refugiados

12:27 | 01/07/2018
Merkel e Seehofer estão no centro da desavença que pode resultar no fim do atual governo alemãoHorst Seehofer diz que medidas acertadas pela chanceler em Bruxelas não têm o mesmo efeito de seu plano para recusar requerentes de refúgio já na fronteira. Ameaça de colapso ainda paira sobre o governo em Berlim.O ministro do Interior da Alemanha, Horst Seehofer, declarou-se neste domingo (01/07) insatisfeito com os resultados do acordo migratório da União Europeia (UE), obtidos pela chanceler federal Angela Merkel durante a cúpula realizada na quinta e sexta-feira passadas em Bruxelas. Segundo Seehofer, os resultados obtidos não têm o mesmo efeito que o controle de fronteiras e a rejeição de requerentes de refúgio já cadastrados em outros países europeus, duas medidas que ele defende e que estão na origem da atual crise dentro do governo alemão. Ele teria expressado sua insatisfação durante uma reunião da União Social Cristã (CSU) em Munique, na qual a liderança do partido analisa os resultados da cúpula da UE. As declarações dele batem de frente com a opinião de Merkel, que declarara à emissora ZDF que "a soma de tudo o que já definimos tem o mesmo efeito" das medidas defendidas pelo ministro do Interior. O líder bávaro declarou que só pretende desistir de seu plano, que inclui a rejeição de requerentes de refúgio já na fronteira, se Merkel apresentar uma solução europeia que, na opinião dele, tenha efeitos semelhantes a seu plano. As diferenças entre as lideranças dos partidos CSU e União Democrata Cristã (CDU) sobre o tratamento de refugiados na fronteira alemã geraram uma crise interna que pode levar ao fim do quarto governo de Merkel. A CSU, que existe apenas na Baviera, é aliada histórica da CDU, de Merkel. Ambos os partidos se reúnem neste domingo para debater os resultados da cúpula europeia. Merkel e Seehofer tiveram uma reunião na noite deste sábado, mas o resultado não foi divulgado. Na cúpula realizada em Bruxelas no fim de maio, os 28 países da UE acertaram que os refugiados resgatados no mar serão alojados em centros de recepção na Europa. Além disso, avalia-se a possibilidade de abrir centros desse tipo no norte da África. À margem das deliberações, Merkel acertou com a Espanha e a Grécia agilizar as devoluções de requerentes de refúgio que tenham sido registrados nesses dois países e afirmou ter assegurado o compromisso de outros 14 Estados para acelerar as devoluções. AS/dpa/afp ---------------- A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App | Instagram

DW Brasil

TAGS
Ministro do Interior critica acordo europeu de Merkel sobre refugiados
PUBLICIDADE
Notícias

Ministro do Interior critica acordo europeu de Merkel sobre refugiados

12:27 | 01/07/2018
Merkel e Seehofer estão no centro da desavença que pode resultar no fim do atual governo alemãoHorst Seehofer diz que medidas acertadas pela chanceler em Bruxelas não têm o mesmo efeito de seu plano para recusar requerentes de refúgio já na fronteira. Ameaça de colapso ainda paira sobre o governo em Berlim.O ministro do Interior da Alemanha, Horst Seehofer, declarou-se neste domingo (01/07) insatisfeito com os resultados do acordo migratório da União Europeia (UE), obtidos pela chanceler federal Angela Merkel durante a cúpula realizada na quinta e sexta-feira passadas em Bruxelas. Segundo Seehofer, os resultados obtidos não têm o mesmo efeito que o controle de fronteiras e a rejeição de requerentes de refúgio já cadastrados em outros países europeus, duas medidas que ele defende e que estão na origem da atual crise dentro do governo alemão. Ele teria expressado sua insatisfação durante uma reunião da União Social Cristã (CSU) em Munique, na qual a liderança do partido analisa os resultados da cúpula da UE. As declarações dele batem de frente com a opinião de Merkel, que declarara à emissora ZDF que "a soma de tudo o que já definimos tem o mesmo efeito" das medidas defendidas pelo ministro do Interior. O líder bávaro declarou que só pretende desistir de seu plano, que inclui a rejeição de requerentes de refúgio já na fronteira, se Merkel apresentar uma solução europeia que, na opinião dele, tenha efeitos semelhantes a seu plano. As diferenças entre as lideranças dos partidos CSU e União Democrata Cristã (CDU) sobre o tratamento de refugiados na fronteira alemã geraram uma crise interna que pode levar ao fim do quarto governo de Merkel. A CSU, que existe apenas na Baviera, é aliada histórica da CDU, de Merkel. Ambos os partidos se reúnem neste domingo para debater os resultados da cúpula europeia. Merkel e Seehofer tiveram uma reunião na noite deste sábado, mas o resultado não foi divulgado. Na cúpula realizada em Bruxelas no fim de maio, os 28 países da UE acertaram que os refugiados resgatados no mar serão alojados em centros de recepção na Europa. Além disso, avalia-se a possibilidade de abrir centros desse tipo no norte da África. À margem das deliberações, Merkel acertou com a Espanha e a Grécia agilizar as devoluções de requerentes de refúgio que tenham sido registrados nesses dois países e afirmou ter assegurado o compromisso de outros 14 Estados para acelerar as devoluções. AS/dpa/afp ---------------- A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App | Instagram

DW Brasil

TAGS
Ministro do Interior critica acordo europeu de Merkel sobre refugiados

O POVO Online

PUBLICIDADE
Notícias
Curiosidades
  • Esportes
  • Ministro do Interior critica acordo europeu de Merkel sobre refugiados

    12:27 | 01/07/2018
  • Merkel e Seehofer estão no centro da desavença que pode resultar no fim do atual governo alemãoHorst Seehofer diz que medidas acertadas pela chanceler em Bruxelas não têm o mesmo efeito de seu plano para recusar requerentes de refúgio já na fronteira. Ameaça de colapso ainda paira sobre o governo em Berlim.O ministro do Interior da Alemanha, Horst Seehofer, declarou-se neste domingo (01/07) insatisfeito com os resultados do acordo migratório da União Europeia (UE), obtidos pela chanceler federal Angela Merkel durante a cúpula realizada na quinta e sexta-feira passadas em Bruxelas. Segundo Seehofer, os resultados obtidos não têm o mesmo efeito que o controle de fronteiras e a rejeição de requerentes de refúgio já cadastrados em outros países europeus, duas medidas que ele defende e que estão na origem da atual crise dentro do governo alemão. Ele teria expressado sua insatisfação durante uma reunião da União Social Cristã (CSU) em Munique, na qual a liderança do partido analisa os resultados da cúpula da UE. As declarações dele batem de frente com a opinião de Merkel, que declarara à emissora ZDF que "a soma de tudo o que já definimos tem o mesmo efeito" das medidas defendidas pelo ministro do Interior. O líder bávaro declarou que só pretende desistir de seu plano, que inclui a rejeição de requerentes de refúgio já na fronteira, se Merkel apresentar uma solução europeia que, na opinião dele, tenha efeitos semelhantes a seu plano. As diferenças entre as lideranças dos partidos CSU e União Democrata Cristã (CDU) sobre o tratamento de refugiados na fronteira alemã geraram uma crise interna que pode levar ao fim do quarto governo de Merkel. A CSU, que existe apenas na Baviera, é aliada histórica da CDU, de Merkel. Ambos os partidos se reúnem neste domingo para debater os resultados da cúpula europeia. Merkel e Seehofer tiveram uma reunião na noite deste sábado, mas o resultado não foi divulgado. Na cúpula realizada em Bruxelas no fim de maio, os 28 países da UE acertaram que os refugiados resgatados no mar serão alojados em centros de recepção na Europa. Além disso, avalia-se a possibilidade de abrir centros desse tipo no norte da África. À margem das deliberações, Merkel acertou com a Espanha e a Grécia agilizar as devoluções de requerentes de refúgio que tenham sido registrados nesses dois países e afirmou ter assegurado o compromisso de outros 14 Estados para acelerar as devoluções. AS/dpa/afp ---------------- A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App | Instagram

    DW Brasil

    PUBLICIDADE
    Notícias
    PUBLICIDADE

    Mais Lidas

    1. 1 Polícia Federal

      Seis homens são mortos ao tentar roubar avião que transportava dinheiro em Pernambuco

    2. 2 LOTERIA

      Mega Sena Concurso 2082 sai para apenas um apostador; confira resultado

    3. 3 LOTERIA

      Lotofácil Concurso 1716: prêmio acumula para R$ 4 milhões e 500 mil; confira resultado

    4. 4 eleições

      Perdeu o debate entre candidatos a presidente no SBT? Assista aqui

    5. 5 ELEIÇÕES 2018

      Bolsonaro e Haddad oscilam para baixo na nova pesquisa Ibope

    Destaques do dia

    • Imóveis
    • Veículos

    Comentários

    icidade">PUBLICIDADE

    Mais Lidas

    1. 1 Polícia Federal

      Seis homens são mortos ao tentar roubar avião que transportava dinheiro em Pernambuco

    2. 2 LOTERIA

      Mega Sena Concurso 2082 sai para apenas um apostador; confira resultado

    3. 3 LOTERIA

      Lotofácil Concurso 1716: prêmio acumula para R$ 4 milhões e 500 mil; confira resultado

    4. 4 eleições

      Perdeu o debate entre candidatos a presidente no SBT? Assista aqui

    5. 5 ELEIÇÕES 2018

      Bolsonaro e Haddad oscilam para baixo na nova pesquisa Ibope

    Destaques do dia

    • Imóveis
    • Veículos
    Ministro do Interior critica acordo europeu de Merkel sobre refugiados
    Notícias
    Merkel e Seehofer estão no centro da desavença que pode resultar no fim do atual governo alemãoHorst Seehofer diz que medidas acertadas pela chanceler em Bruxelas não têm o mesmo efeito de seu plano para recusar requerentes de refúgio já na fronteira. Ameaça de colapso ainda paira sobre o governo em Berlim.O ministro do Interior da Alemanha, Horst Seehofer, declarou-se neste domingo (01/07) insatisfeito com os resultados do acordo migratório da União Europeia (UE), obtidos pela chanceler federal Angela Merkel durante a cúpula realizada na quinta e sexta-feira passadas em Bruxelas. Segundo Seehofer, os resultados obtidos não têm o mesmo efeito que o controle de fronteiras e a rejeição de requerentes de refúgio já cadastrados em outros países europeus, duas medidas que ele defende e que estão na origem da atual crise dentro do governo alemão. Ele teria expressado sua insatisfação durante uma reunião da União Social Cristã (CSU) em Munique, na qual a liderança do partido analisa os resultados da cúpula da UE. As declarações dele batem de frente com a opinião de Merkel, que declarara à emissora ZDF que "a soma de tudo o que já definimos tem o mesmo efeito" das medidas defendidas pelo ministro do Interior. O líder bávaro declarou que só pretende desistir de seu plano, que inclui a rejeição de requerentes de refúgio já na fronteira, se Merkel apresentar uma solução europeia que, na opinião dele, tenha efeitos semelhantes a seu plano. As diferenças entre as lideranças dos partidos CSU e União Democrata Cristã (CDU) sobre o tratamento de refugiados na fronteira alemã geraram uma crise interna que pode levar ao fim do quarto governo de Merkel. A CSU, que existe apenas na Baviera, é aliada histórica da CDU, de Merkel. Ambos os partidos se reúnem neste domingo para debater os resultados da cúpula europeia. Merkel e Seehofer tiveram uma reunião na noite deste sábado, mas o resultado não foi divulgado. Na cúpula realizada em Bruxelas no fim de maio, os 28 países da UE acertaram que os refugiados resgatados no mar serão alojados em centros de recepção na Europa. Além disso, avalia-se a possibilidade de abrir centros desse tipo no norte da África. À margem das deliberações, Merkel acertou com a Espanha e a Grécia agilizar as devoluções de requerentes de refúgio que tenham sido registrados nesses dois países e afirmou ter assegurado o compromisso de outros 14 Estados para acelerar as devoluções. AS/dpa/afp ---------------- A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App | Instagram

    DW Brasil

    PUBLICIDADE
    Notícias
    PUBLICIDADE

    Mais Lidas

    1. 1 Polícia Federal

      Seis homens são mortos ao tentar roubar avião que transportava dinheiro em Pernambuco

    2. 2 LOTERIA

      Mega Sena Concurso 2082 sai para apenas um apostador; confira resultado

    3. 3 LOTERIA

      Lotofácil Concurso 1716: prêmio acumula para R$ 4 milhões e 500 mil; confira resultado

    4. 4 eleições

      Perdeu o debate entre candidatos a presidente no SBT? Assista aqui

    5. 5 ELEIÇÕES 2018

      Bolsonaro e Haddad oscilam para baixo na nova pesquisa Ibope

    Destaques do dia

    • Imóveis
    • Veículos
    pe="text/javascript" src="/includes/assets/online/geral/js/libs/jquery-1.12.4.min.js?08595d" >