PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

May diz que acordo do Brexit poderá receber emendas do Parlamento

14/11/2018 15:50:00
A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, confirmou nesta quarta-feira que a moção pela qual o acordo com a União Europeia para o Brexit chegará ao Parlamento poderá, sim, receber emendas dos membros tanto da situação quanto da oposição. A questão foi levantada por um parlamentar do Partido Nacional Escocês (SNP, na sigla em inglês), que se posiciona contrariamente ao governo do Partido Conservador de May.

Na sessão semanal ordinária de perguntas à premiê, ela buscou garantir que o esboço de acordo sobre os quais os integrantes de seu gabinete se debruçarão às 14h (horário de Brasília) prevê um comércio "sem atritos" tanto entre os países do Reino Unido quanto com os Estados-membros da UE. Além disso, assegurou a líder conservadora, o documento a ser analisado também prevê a saída britânica da união alfandegária europeia.

Como consequência dessa provisão, alegou May, Londres já começou discussões com outros países do mundo, externos à União Europeia, sobre acordos comerciais que podem ser firmados após a consumação do Brexit - ela citou interesse já manifestado por Japão e Vietnã, por exemplo. Por outro lado, ela disse, o governo britânico está negociando com Bruxelas a continuidade da possibilidade de o Reino Unido promover comércio com base nos tratos de que hoje faz parte como integrante do bloco.

Questionada sobre os detalhes do esboço de acordo de que se fala desde ontem, a premiê prometeu que, quando houver um documento final em consenso com a UE, o Parlamento britânico terá tempo para analisá-lo em detalhe antes de eventuais emendas e da votação derradeira, que vem sendo chamada em Westminster de "voto significativo".

Agência Estado

TAGS