PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Turquia vai combater "ataques econômicos", diz Erdogan

20/08/2018 12:10:00
O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, se comprometeu nesta segunda-feira a lutar contra "ataques econômicos", em mensagem de vídeo divulgada na véspera do feriado muçulmano do Eid, informou a imprensa estatal. Segundo ele, o país "não desistirá" diante da pressão sobre a taxa de câmbio.

Erdogan comparou os ataques à economia aos realizados contra a convocação para orações muçulmanas e contra a bandeira nacional. "O propósito é o mesmo, é deixar a Turquia e o povo turco de joelhos e manter-nos reféns."

No vídeo, Erdogan lembrou de batalhas históricas e pede unidade entre os turcos, reportou a agência estatal Anadolu. "Aqueles que tentaram fazer a Turquia se curvar ante eles com o uso de grupos terroristas, traidores entre nós e conspirações, verão em breve que a Turquia não desiste ante as taxas de câmbio", afirmou o líder.

O país enfrenta um quadro de estresse financeiro e econômico. A lira turca bateu mínimas históricas, diante de problemas como a alta inflação e o que analistas consideram uma falta de compromisso do banco central com o controle do quadro. Além disso, o quadro é exacerbado por tensões diplomáticas com os EUA por causa da detenção em território turco de um pastor americano, Andrew Brunson, acusado de terrorismo e espionagem. Os EUA cobram a libertação do pastor e impuseram tarifas sobre aço e alumínio turcos, o que levou Ancara a retaliar contra produtos americanos.

Agência Estado

TAGS