Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Zelensky acusa Anistia Internacional de apologia ao 'Estado terrorista' da Rússia

19:08 | Ago. 04, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

O presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, acusou, nesta quinta-feira (4), a Anistia Internacional (AI) de apologia ao "Estado terrorista" da Rússia, depois que a ONG culpou Kiev por colocar civis em perigo.

A AI "transfere a responsabilidade do agressor para a vítima", acrescentou Zelensky. Poucas horas antes, o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, afirmou estar "indignado" com as acusações "injustas" da ONG.

Em um relatório publicado nesta quinta-feira após uma investigação de quatro meses, a AI disse que os militares ucranianos colocaram civis em risco ao estabelecer bases militares em escolas e hospitais e lançar ataques de áreas povoadas para impedir a invasão russa.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Segundo a ONG, essas práticas violam o direito humanitário internacional.

"A agressão ao nosso Estado é injustificada, invasiva e terrorista. Se alguém escreve um relatório em que a vítima e o agressor são de alguma forma equiparados, se alguns dados da vítima são analisados e as ações do agressor são ignoradas, isso não pode ser tolerado", acrescentou Zelensky em seu discurso diário em vídeo.

Kuleba acusou a ONG de estabelecer uma "falsa equivalência" entre as ações das forças invasoras russas e das tropas ucranianas que defendem o país.

Em seu relatório, a AI enfatiza que as táticas ucranianas "não justificam de forma alguma os ataques indiscriminados da Rússia" contra a população civil.

bur-mm/blb/sag/am

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar