Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Mais de 1.200 imigrantes desembarcam na costa da Itália em 24 horas

00:01 | Jul. 26, 2022
Autor DW
Tipo Notícia

A embaração humanitária Sea-Watch 3 resgatou mais de 400 pessoas neste fim de semanaCentenas de imigrantes da África e Ásia foram resgatados por navios italianos e embarcações humanitárias entre sábado e domingo. Novo fluxo migratório volta a pressionar abrigo na ilha de Lampedusa.Cerca de 1.200 imigrantes chegaram nas 24 últimas horas à costa sul da Itália. Autoridades dizem que 674 pessoas foram resgatadas e cinco cadáveres recuperados de um barco de pesca superlotado na costa da Calábria. Paralelamente, 522 pessoas foram resgatadas de 15 embarcações menores e trazidas para a ilha de Lampedusa. Mais de 600 pessoas que tentaram cruzar o Mar Mediterrâneo a bordo de um barco de pesca foram resgatadas no sábado por um navio mercante e pela guarda costeira quando estavam à deriva na costa da Calábria, no extremo sul da península italiana. Eles foram levados para vários portos da ilha da Sicília. As autoridades encontraram cinco corpos de migrantes mortos a bordo do navio em circunstâncias desconhecidas. "O Mediterrâneo está se tornando o maior cemitério dos desesperados", disse o governador da região da Sicília, Nello Musumeci, em nota. Na madrugada de sábado para domingo, 522 pessoas do Afeganistão, Paquistão, Sudão, Etiópia e Somália chegaram à ilha de Lampedusa, a maioria a bordo de cerca de 15 barcos da Tunísia e Líbia. A mídia italiana diz que o centro de recepção na pequena ilha italiana na costa da África está sobrecarregado. A agência Ansa afirma que atualmente abriga 1.200 pessoas, de uma capacidade de entre 250 e 300. Por outro lado, organizações de resgate no mar salvaram centenas de migrantes à deriva no Mediterrâneo. A SeaWatch indicou no domingo que no dia anterior realizou quatro operações de resgate. "A bordo do SeaWatch 3 temos 428 pessoas, incluindo mulheres, uma delas grávida de nove meses e menores de idade. Um paciente tem queimaduras graves", disseram no Twitter. Já o OceanViking, da ONG SOS Méditerranée, afirmou que realizou dois resgates neste domingo. No primeiro, socorreu 87 pessoas (incluindo 57 menores desacompanhados), que viajavam em "um barco inflável superlotado à deriva em águas internacionais ao largo da Líbia". No segundo, resgatou 108 migrantes, entre eles muitas mulheres e crianças, também em condições semelhantes. A ONG disse em nota que "195 pessoas estão sendo atendidas agora a borda do Ocean Viking". Entre 1º de janeiro e 22 de julho, 34 mil pessoas chegaram por via marítima à Itália, em comparação com 25.500 no mesmo período de 2021, e 10.900 em 2020, segundo o Ministério do Interior italiano. jps (EFE, AFP, ots)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar