Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Atirador é morto após assassinar 2 pessoas no oeste do Canadá

20:41 | Jul. 25, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Um homem armado assassinou duas pessoas e feriu outras duas em uma série de ataques em uma cidade do oeste do Canadá, próxima a Vancouver, nas primeiras horas desta segunda-feira (25), antes de ser morto pela polícia, informaram as autoridades.

Relatos anteriores indicavam que o atirador tinha como alvo pessoas sem-teto, mas essa informação não foi confirmada de imediato pelas autoridades de Langley, uma cidade de 130.000 habitantes na Colúmbia Britânica, cerca de 40 quilômetros a sudeste de Vancouver.

"Posso confirmar que quatro pessoas foram atingidas por disparos do que parece ser um atirador solitário", declarou em coletiva de imprensa o chefe da polícia de Langley, Ghalib Bhayani.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Duas das vítimas morreram, enquanto uma terceira - uma mulher - permanece em condição crítica, e uma quarta foi ferida na perna.

Bhayani assinalou que as autoridades continuam os trabalhos de identificação das vítimas e do suspeito, para determinar se havia alguma conexão entre eles.

"Agora mesmo, estamos determinando a natureza exata de quem são essas pessoas e não estamos em condição de confirmar se eram efetivamente sem-teto", declarou o investigador judicial David Lee sobre as vítimas.

Vários moradores de Langley tuitaram imagens de alertas emitidos pela polícia por volta das 06h15 locais (10h15 em Brasília) em que mencionavam "vários cenários de crimes" no centro da cidade.

As autoridades indicaram na mensagem que tiveram uma "interação com um suspeito", mas que não sabiam, naquele momento, se havia "outros envolvidos".

Uma hora depois, um segundo alerta foi emitido explicando que o suspeito "já não era uma ameaça", mas pedindo que a população se mantivesse longe do centro da cidade.

Os crimes relacionados com armas de fogo representam menos de 3% de todos os crimes violentos no Canadá, mas, desde 2009, a taxa per capita de disparos de armas de fogo com a intenção de matar ou ferir aumentou cinco vezes.

Após uma onda de ataques de atiradores nos Estados Unidos, o primeiro-ministro Justin Trudeau anunciou uma proposta de congelar a posse de armas, que na prática proibiria sua importação e venda.

O Canadá proibiu 1.500 tipos de armas reservadas a militares e de assalto em maio de 2020, dias depois do pior massacre com arma de fogo no país, que deixou 23 mortos na zona rural de Nova Escócia.

ast-ml/tib/vgr/afa/yow/dl/atm/rpr

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar