Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Rússia tem 600 ucranianos detidos em Kherson, afirma Kiev

10:43 | Jun. 07, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

A Ucrânia acusou, nesta terça-feira (7), o exército russo de prender cerca de 600 pessoas, em sua maioria jornalistas e ativistas, na região de Kherson (sul), totalmente ocupada pelas tropas russas.

"Segundo as informações que temos, quase 600 pessoas estão (...) retidas em porões especialmente habilitados na região de Kherson", disse Tamila Tacheva, representante do presidente ucraniano para a Crimeia, a península ucraniana limítrofe com Kherson que foi anexada por Moscou em 2014.

São "principalmente jornalistas e ativistas" que organizaram "manifestações a favor da Ucrânia em Kherson e sua região", acrescentou.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Estão detidos em condições desumanas e estão sendo torturados", acusou Tacheva, sem fornecer detalhes.

Alguns dos ucranianos detidos na região de Kherson - civis, mas também prisioneiros de guerra - foram enviados posteriormente a prisões na Crimeia, disse a mesma fonte.

Kherson tinha mais de um milhão de habitantes antes da invasão russa no final de fevereiro.

bur-ant/pop/meb/mb/aa

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar