Participamos do

Lago artificial no centro do Iraque está quase seco

01:36 | Mai. 21, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

O lago Hamrin, reserva de uma represa no centro do Iraque, está quase seco pela diminuição das chuvas e a redução da vazão de água que chega do Irã, informou nesta sexta-feira (20) um alto funcionário.

Este depósito de água é fundamental para Bagdá, a capital do Iraque, país de 41 milhões de habitantes.

O Iraque costuma acusar seus vizinhos, especialmente Turquia e Irã, de ser responsáveis pela redução da vazão dos rios que chegam ao país, pela construção de represas ao longo dos rios.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Há uma forte queda no nível da água: as reservas atuais alcançam os 130 milhões de metros cúbicos e a capacidade usual é de um bilhão de metros cúbicos", disse à AFP Aun Dhiab, alto conselheiro do ministério iraquiano de Recursos Hídricos.

No perímetro do lago, restam apenas alguns poucos pântanos e o restante é terra seca e rachada, constatou um fotógrafo da AFP.

O lago, que serve como reserva à represa do mesmo nome na província de Diyala, é alimentado pelo rio Sirwan, que nasce no Irã.

Esta secura se deve a "vários fatores", disse Dhiab, mencionando anos de seca e as medidas adotadas pelo Irã para desviar o curso d'água e criar represas.

sf/tgg/an/js/mvv

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar