Participamos do

Sobe para 42 o número de mortos em explosão em hotel de Cuba

16:02 | Mai. 10, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Os corpos de duas pessoas, uma idosa de 77 anos e um vereador de 55, foram retirados, nesta terça-feira (10), dos escombros do hotel Saratoga em Havana, elevando para 42 o número de mortos pela explosão registrada há quatro dias neste edifício da capital cubana.

Segundo o último balanço do Ministério de Saúde Pública, 54 pessoas ficaram feridas por causa da explosão, das quais 17 ainda estão hospitalizadas.

A lista de falecidos inclui agora María Consuelo Alvarez, de 77 anos, e o delegado do Poder Popular (vereador) do bairro, Juan Carlos Díaz, de 55, que os moradores da região buscavam desde a sexta-feira.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O luxuoso hotel Saratoga, situado no Paseo del Prado de Havana Velha, uma das avenidas mais emblemáticas da capital cubana, foi atingido por uma explosão, no fim da manhã de sexta-feira, quando era abastecido de gás.

O hotel cinco estrelas estava fechado há dois anos por causa da pandemia de covid-19 e se preparava para reabrir ao público nesta terça. Os quatro andares inferiores do edifício ficaram destruídos.

Roberto Enrique Calzadilla, delegado da empresa estatal Gaviota, atual proprietária do hotel, afirmou em uma coletiva de imprensa que havia 51 trabalhadores no edifício no momento da explosão.

Desse total, foram recuperados 23 corpos, além de três sobreviventes que seguem hospitalizados e outros 22 que receberam alta médica. Três funcionários continuam desaparecidos: "duas garçonetes e um cozinheiro".

Calzadilla explicou que estudos preliminares indicam que a arquitetura do hotel "foi afetada em 80%".

O turismo é a principal atividade econômica de Cuba depois da venda de serviços médicos e foi bastante afetado pela pandemia.

Questionada pela imprensa, Carmen Casals, porta-voz do Ministério do Turismo, descartou que o acidente possa prejudicar a imagem turística da ilha.

"Penso que a imagem de Cuba seguirá sendo a de um destino de paz, tranquilidade, segurança e solidariedade", garantiu.

cb/ka/llu/rpr/mvv

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar