Participamos do

Número de mortes por tempestade nas Filipinas sobe para 80

09:07 | Abr. 13, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

O balanço da tempestade tropical Megi nas Filipinas subiu para 80 mortos nesta quarta-feira, depois que as equipes de emergência encontraram mais corpos sepultados pelos deslizamentos de terra provocados pelas fortes chuvas.

A maioria das mortes pela tempestade, a mais potente a atingir o arquipélago asiático este ano, aconteceu em localidades ao redor da Cidade de Baybay, na província central de Leyte.

Ao menos 48 pessoas morreram, mais de 100 ficaram feridas e 27 estão desaparecidas depois que deslizamentos atingiram áreas agrícolas próximas a Baybay.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Fotos aéreas mostra a devastação no vilarejo de Bunga, onde apenas alguns telhados podem ser observados.

"Nos disseram para ficarmos alertas porque uma tempestade estava chegando, mas não nos disseram diretamente que deveríamos sair", disse a trabalhadora agrícola Loderica Portarcos, de 47 anos, que perdeu 17 parentes e um amigo nos deslizamentos de terra.

Três pessoas morreram na província central de Negros Oriental e mais três na ilha de Mindanao (sul), de acordo com as autoridades locais.

Vinte e seis pessoas morreram e 150 estão desaparecidas no vilarejo de Pilar, no município de Abuyog, província de Leyte, depois que uma torrente de lama e terra empurrou as casas para o mar e enterrou a maior parte do local.

"Tenho que ser honesto, não esperamos encontrar mais sobreviventes", declarou à AFP o prefeito de Abuyog, Lemuel Traya. Ele disse que os serviços de emergência estão concentrados na difícil tarefa de recuperar corpos.

Quase 250 pessoas estão em abrigos e outros moradores foram hospitalizados.

Um barulho como o de um "helicóptero" alertou Ara Mae Canuto, de 22 anos, para um deslizamento de terra na casa da família em Pilar.

A jovem tentou correr, mas foi arrastada para o mar e quase se afogou.

"Engoli água suja, meus ouvidos e nariz estão cheios de lama", contou à AFP por telefone de sua cama no hospital. O pai da jovem morreu e sua mãe está desaparecida

Os trabalhos de emergência foram prejudicados pelas condições meteorológicas.

A tempestade Megi forçou a suspensão das operações em dezenas de portos e deixou milhares de pessoas bloqueadas no início da Semana Santa, um dos períodos do ano com mais viagens nas Filipinas.

Megi atingiu o país quatro meses depois da passagem do supertufão Rai, que deixou mais de 400 mortos e centenas de milhares de desabrigados nas Filipinas.

mff-amj/qan/dbh/mas/mar/fp

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar
1