Participamos do

Um dos idealizadores da fraude financeira Wirecard é localizado em Moscou

07:47 | Abr. 11, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Um dos principais suspeitos do escândalo Wirecard, Jan Marsalek, procurado pela Interpol após a espetacular falência da empresa em 2020, poderia estar em Moscou, sob vigilância do serviço secreto russo, informa o jornal alemão Bild.

Localizado no início de 2021, o austríaco "estava escondido em um bairro especialmente seguro de Moscou onde ele ainda está vivendo (...) sob custódia do serviço secreto de Putin, o FSB", afirmou o diário alemão.

A Wirecard, líder alemã de pagamentos digitais, faliu em junho de 2020, quando seus diretores confessaram que 1,9 bilhão de euros (2 bilhões de dólares) de ativos - 25% do total - não existiam na realidade.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A quebra representou, como admitiu o próprio governo alemão, "o maior escândalo financeiro" da história do país.

O Bild informa que o serviço de inteligência russo propuseram, no ano passado, a seu correspondente alemão "interrogar o suspeito", ex-número 2 do Wirecard, procurado há quase dois anos.

Os agentes alemães presentes em Moscou pediram a seus superiores "instruções para saber se teriam que realizar um encontro com Marsalek".

A direção do BND, o serviço de inteligência alemão, não teria respondido, apesar de o governo estar "informado".

fcz/smk/spi/es/mar/dd

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar