Participamos do

Petróleo fecha abaixo dos US$ 100 afetado por confinamento em Xangai

21:12 | Abr. 11, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

O petróleo fechou nesta segunda-feira (11) abaixo dos 100 dólares o barril, afetado pelo confinamento em Xangai, que afeta a demanda mundial de cru.

O barril de Brent do Mar do Norte para entrega em junho recuou 4,18% a 98,48 dólares em Londres.

Enquanto isso, o barril de West Texas Intermediate (WTI) para entrega em maio recuou 4,04% a 94,29 dólares.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Os preços caíram na segunda-feira por causa das preocupações sobre a China e seus confinamentos, aos quais se soma a incerteza sobre a Rússia e sua capacidade futura de exportar petróleo" se a Europa aplicar novas sanções, resumiu Phil Flynn, da Price Futures Group.

Enfrentado a pior onda de covid-19 do início da pandemia na China, Xangai, capital econômica do país, está em confinamento há duas semanas.

"Em outras palavras, os blocos atingem a demanda de petróleo bruto no segundo país consumidor ainda poderiam durar muito tempo", afirmou Barbara Lambrecht, do Commerzbank.

Segundo Victoria Scholar, analista da Interactive Investor, Pequim se atém a "sua política agressiva de tolerância zero (à covid) em detrimento de sua economia".

"Tememos que os confinamentos e as restrições econômicas se agravem se os casos se estenderem a outras cidades", explicou.

Além disso, o uso de reservas estratégicas por alguns países consumidores "contribui para acalmar os temores" de uma escassez "e substituem uma parte da oferta russa ausente do mercado", acrescentou Fiona Cincotta, da City Index, interrogada pela AFP.

bur-emb-vmt/bt/mr/dga/mvv

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar