Participamos do

Serviços alemães interceptaram comunicações russas irrefutáveis sobre Bucha (imprensa)

15:03 | Abr. 07, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Os serviços de inteligência alemães (BND) gravaram comunicações de rádio de soldados russos referindo-se a abusos cometidos em Bucha, um subúrbio do noroeste de Kiev, onde dezenas de corpos foram encontrados, informou o semanário Der Spiegel nesta quinta-feira (7).

O conteúdo de algumas comunicações corresponde às fotos de cadáveres encontrados em Bucha, que geraram uma onda de indignação e condenação internacional e que vários líderes mundiais descreveram como um "crime de guerra" atribuído aos russos, nesta cidade que foi recuperada pelas forças ucranianas, segundo a mesma fonte.

Funcionários do BND informaram aos deputados sobre as conversas interceptadas, acrescentou a revista der Spiegel, que afirma que essas gravações contradizem a versão de Moscou de que os corpos de pessoas em trajes civis encontrados em Bucha foram colocados depois que as tropas russas saíram ou chegaram ao local.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Em uma mensagem de rádio citada pela Der Spiegel, um soldado afirma a outro que ele e sua equipe alvejaram uma pessoa em uma bicicleta.

Uma fotografia mostrando um morto ao lado de sua bicicleta correu o mundo e os jornalistas da AFP viram este corpo sem vida e cerca de vinte homens vestidos como civis mortos em uma das principais ruas de Bucha.

Em outra mensagem de rádio, um homem afirma: "Primeiro interrogamos os soldados e depois os derrubamos".

As mensagens também confirmam que mercenários do grupo Wagner presentes na Ucrânia teriam participado de abusos, acrescentou o semanário.

"Os soldados falam de atrocidades como coisas cotidianas", diz o artigo, que afirma que as execuções não foram realizadas acidentalmente por soldados russos agindo sem ordem.

yap/smk/ial/an/sag/jc

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar