Participamos do

'Eu não matei a Narumi', insiste chileno Zepeda em último interrogatório

12:59 | Abr. 07, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

"Eu não matei a Narumi", insistiu, nesta quinta-feira (7), durante seu último interrogatório diante de um tribunal francês o chileno Nicolás Zepeda, processado pelo assassinato de sua ex-namorada japonesa, cujo corpo nunca foi encontrado, em dezembro de 2016.

Assistido por uma equipe de tradutores, Zepeda disse em castelhano: "Eu não matei a Narumi" diante das perguntas da advogada Sylvie Galley, que representa a mãe e a irmã da vítima.

"Eu também quero saber (o que aconteceu)!", declarou gritando o acusado de 31 anos.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

jvb/an/dd

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar