Participamos do

Argentina e Bolívia pedem preservação da democracia no Peru e apoiam presidente

18:38 | Abr. 07, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Os presidentes de Argentina, Alberto Fernández, e da Bolívia, Luis Arce, expressaram nesta quinta-feira (7) sua preocupação com a situação institucional no Peru e defenderam o respeito "à democracia e ao voto popular" no país, ao apoiar o governo de Pedro Castillo.

"Querem arrancar nas ruas o que a direita peruana não conseguiu nas urnas, lamentamos este fato", declarou durante coletiva de imprensa o presidente boliviano, em visita a Buenos Aires.

Arce insistiu em que "é preciso respeitar a democracia e o voto popular do povo peruano, que decidiu por uma opção e lamentamos que haja indícios que vão contra esta democracia".

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Castillo, há apenas oito meses no poder, evitou em 29 de março sua destituição pelo Congresso, onde a oposição é maioria. Mas a tensão vem aumentando desde a segunda-feira, com o registro de protestos em Lima e outras regiões contra o aumento dos preços dos combustíveis e dos alimentos.

O presidente decretou toque de recolher, mas precisou voltar atrás desta medida em meio a um amplo repúdio e novos protestos.

Fernández manifestou sua "preocupação" e em sua condição de presidente temporário da Comunidade de Estados Latino-americanos e Caribenhos, chamou "a atenção de todos os líderes latino-americanos pelo que está acontecendo no Peru".

"O que está acontecendo no Peru deve chamar a atenção da comunidade latino-americana plena", alertou, instando "ver de que ver modo os governos democráticos da América Latina podem fazer um tipo de expressão mais clara a favor de preservar a institucionalidade do Peru".

Nos oito meses desde sua posse, "tentou-se destituir o presidente Castillo mais de uma vez e não conseguiram no Congresso os votos necessários e quando fracassaram nesta tentativa geraram um clima social, que está colocando em crise a situação institucional de Castillo", advertiu o presidente argentino.

Fernández afirmou que a situação política no Peru ocupou "um bom tempo" de sua conversa com Arce, e que foi abordada na segunda-feira passada durante um encontro com o presidente chileno, Gabriel Boric.

O Peru tem vivido uma forte instabilidade política nos últimos anos. O presidente anterior, o centrista Martín Vizcarra, foi destituído pelo Congresso em novembro de 2020 e antes dele, o direitista Pedro Pablo Kuczynski demitiu-se em março de 2018 quando ficou evidente que não sobreviveria a um segundo julgamento político.

ls/nn/llu/mvv

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar