Participamos do

ONU vota amanhã suspensão da Rússia do Conselho de Direitos Humanos

10:33 | Abr. 06, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

A pedido de países ocidentais, a Assembleia Geral da ONU fará nesta quinta-feira (7), a partir das 10h locais (11h em Brasília), uma votação sobre a suspensão da Rússia do Conselho de Direitos Humanos da organização - informou a porta-voz da Presidência da AGNU, Paulina Kubiak.

Para que a Rússia seja suspensa do Conselho de Direitos Humanos, com sede em Genebra, é necessária uma maioria de dois terços dos países que votarão a favor e contra na sessão, para a qual estão convidados os 193 Estados-membros da Assembleia Geral. As abstenções não contam.

A votação será realizada como uma resposta da indignação internacional, após a divulgação na imprensa de fotos recentes do conflito na Ucrânia. Em imagens tiradas de localidades como Bucha, por exemplo, perto de Kiev, vê-se cadáveres na ruas - alguns deles com as mãos amarradas nas costas, ou parcialmente queimados - e valas comuns.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Diante das fortes evidências de crimes de guerra, incluindo os informes de valas comuns e o atroz massacre de Bucha, a Rússia não pode continuar sendo membro do Conselho de Direitos Humanos da ONU. A Rússia deve ser suspensa", defendeu a ministra britânica das Relações Exteriores, Liz Truss, na segunda-feira (4).

"Não podemos permitir que um Estado-membro que está subvertendo todos os princípios que estimamos continue participando" do Conselho, declarou a representante dos Estados Unidos, Linda Thomas-Greenfield, em um tuíte.

Mais importante fórum mundial no tema, o Conselho de Direitos Humanos foi fundado em 2006 e é composto de 47 Estados-membros eleitos pela Assembleia Geral. A Líbia foi suspensa em 2011.

prh/dax/rsr/gm/tt

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar