Participamos do

Zelenski pede ao Conselho de Segurança da ONU que Rússia perca poder de veto

15:33 | Abr. 05, 2022
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Em um duro discurso ao Conselho de Segurança da ONU, o presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski, chamou a Rússia de criminosos de guerra e pediu que as autoridades julguem o país pelos assassinatos de civis em Bucha, nos arredores de Kiev. Ele comparou os crimes aos cometidos pelos nazistas na 2ª Guerra e pediu que a ONU retire o poder de veto da Rússia no conselho. "Estamos lidando com um Estado que está transformando o veto ao Conselho de Segurança da ONU no direito de morrer", disse Zelenski.

No dia 25 de fevereiro, por exemplo, a Rússia foi a única a votar no Conselho de Segurança contra a resolução que condenada a invasão na Ucrânia, o que impediu que ela fosse aprovada, já que um voto é suficiente para vetá-las. O país tem uma cadeira permanente no órgão. "A Carta da ONU deve ser restaurada imediatamente. O sistema da ONU deve ser reformado imediatamente para que o veto não seja o direito de morrer", acrescentou.

O líder ucraniano ainda lembrou à ONU que sua primeira carta é "manter a paz e garantir que a paz seja respeitada". "Onde está a segurança que o Conselho de Segurança precisa garantir? Não está lá, embora haja um Conselho de Segurança. Então, onde está a paz?", questionou Zelenski nesta terça-feira, 5, em seu primeiro discurso ao conselho desde que a Rússia invadiu a Ucrânia, no dia 24 de fevereiro.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Para Zelenski, a descoberta dos corpos de civis mortos com marcas de execução após a retirada das tropas russas em Bucha configura um crime de guerra que precisa ser investigado. Ele comparou a situação aos crimes nazistas cometidos na 2ª Guerra e pediu que os russos sejam punidos no Tribunal Penal Internacional a exemplo do que aconteceu no Tribunal de Nuremberg.

Ele também afirmou que ações semelhantes aconteceram em outras cidades ucranianas afetadas pela guerra, mas que o mundo ainda não viu. Após o discurso, um vídeo mostrando cadáveres caídos em campos abertos e nas estradas da Ucrânia foi exibido. "A geografia pode ser diferente ou variada, mas a crueldade é a mesma. Os crimes são os mesmos e a responsabilização deve ser inevitável", declarou.

Tenho certeza de que todos os estados membros da ONU devem estar interessados nisso. Para quê? Para punir de uma vez por todas para todos aqueles que se consideram privilegiados e acreditam que podem se safar de qualquer coisa

Volodmir Zelenski, presidente da Ucrânia

O presidente ucraniano ainda afirmou que a Rússia vai desmentir repetidamente as ações em Bucha e culpar todos "apenas para justificar suas próprias ações", mas afirmou que tem provas com imagens de satélite de que os ataques realmente aconteceram na cidade enquanto os russos estiveram lá. Moscou já negou a autoria dos crimes na cidade. "Podemos conduzir investigações completas e transparentes", declarou.

EUA quer Rússia suspensa do Conselho de Direitos Humanos

A embaixadora dos Estados Unidos nas Nações Unidas, Linda Thomas-Greenfield, defendeu a suspensão da Rússia do Conselho de Direitos Humanos - algo que ela e outros estados membros da ONU estão pedindo, o que exigiria uma votação na Assembleia Geral. "A Rússia não deve ter uma posição de autoridade em um órgão cujo objetivo é promover o respeito aos direitos humano", declarou.

Thomas-Greenfield afirmou que acredita, como Zelenski havia falado pouco antes dela, que "este momento exige que potências mundiais responsáveis e líderes globais mostrem alguma espinha dorsal e enfrentem a ameaça perigosa e não provocada da Rússia contra a Ucrânia e o mundo."

Enquanto as autoridades trabalham para confirmar de forma independente os eventos nas imagens, ela reiterou que os EUA "avaliaram que membros das forças russas cometeram crimes de guerra na Ucrânia". (COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar