Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Petróleo fecha em alta por temor de novas sanções contra a Rússia

20:43 | Abr. 04, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Os preços do petróleo se recuperaram nesta segunda-feira (4) no contexto de um mercado tenso com a perspectiva de novas sanções europeias contra a Rússia, que poderiam afetar as exportações de hidrocarbonetos russos.

O preço do barril de Brent do Mar do Norte para entrega em junho subiu 3,00% a 107,53 dólares.

Enquanto isso, o barril de West Texas Intermediate (WTI) para entrega em maio subiu 4,03% a 103,28 dólares.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Os membros da União Europeia discutiam nesta segunda em caráter de "urgência" novas sanções contra Moscou, após a descoberta de centenas de corpos nas zonas recuperadas recentemente pelo exército ucraniano, em particular na cidade de Bucha.

Neste domingo, a ministra alemã da Defesa, Christine Lambrecht, evocou a possibilidade de um embargo ao gás russo em uma postura que parecia modificar a firme oposição da Alemanha a uma medida deste tipo.

Seu colega alemão das Finanças, Christian Lindner, informou nesta segunda que seu país não pode abrir mão das importações russas "a curto prazo".

"Isto é o que regula o mercado hoje" (segunda), afirmou Michael Lynch, presidente da Strategic Energy & Economic Research (SEER). "Estas reações às atrocidades e o potencial de sanções ainda mais duras e/ou os clientes europeus rejeitando ainda mais o petróleo russo tensionariam ainda mais o mercado", resumiu.

Estas tensões compensaram uma série de elementos com tendência a baixar os preços, como o maior número de casos de covid na China desde o pico no início de 2020, registrado neste domingo. Milhões de pessoas estavam confinadas nesta segunda.

tu/Dt/oaa/mr/dga/mvv

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar