Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Kremlin ignora G7 e mantém cobrança em rublos do gás russo

10:17 | Mar. 29, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

O Kremlin insistiu, nesta terça-feira (29), que o gás russo fornecido à Europa deve ser pago em rublos, rejeitando as críticas do G7, no contexto das sanções e contrassanções entre a Rússia e os países ocidentais pela ofensiva russa na Ucrânia.

"Ninguém vai entregar gás de graça. Não é possível. E se pode pagar apenas em rublos", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

"A situação mudou no contexto de uma guerra econômica contra a Rússia", enfatizou, e "as empresas [que encomendam gás russo] devem entender isso".

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Em represália pelas sanções europeias adotadas pela ofensiva russa na Ucrânia, o presidente Vladimir Putin anunciou, na semana passada, que a Rússia aceitaria apenas rublos como pagamento pelo fornecimento de gás à União Europeia (UE) e deu às autoridades uma semana para pôr o novo sistema em funcionamento.

Na segunda-feira (28), os países do G7 disseram que exigir o pagamento em rublos pelo gás russo é "inaceitável", anunciou o ministro alemão da Economia, Robert Habeck.

O ministro pediu às empresas afetadas que "não respondam à demanda de Putin" e chamou a Rússia de "fornecedor pouco confiável".

"A Rússia sempre foi, é e continuará sendo um fornecedor confiável de hidrocarbonetos", respondeu Peskov nesta terça-feira.

O gás russo é crucial para a UE, mas, desde o início da ofensiva russa na Ucrânia, o bloco busca uma maneira de romper sua dependência.

bur/pc/es/tt

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar