Participamos do

Ministro do Irã sugere flexibilidade para restaurar acordo nuclear

19:15 | Mar. 26, 2022
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O ministro das Relações Exteriores do Irã disse neste sábado (26) que a Guarda Revolucionária do país aceitou a ideia de continuar sendo sancionada pelos EUA caso isso signifique a restauração do acordo nuclear de Teerã com as potências mundiais.

A observação do ministro das Relações Exteriores do Irã, Hossein Amirabdollahian, em uma entrevista à televisão estatal, pode sinalizar uma possível abertura sobre as negociações paralisadas em Viena. Na entrevista, Amirabdollahian reconheceu que as sanções da Guarda foram um tema discutido.

"Oficiais de alto escalão da Guarda Revolucionária Islâmica no país sempre nos lembram de um ponto e dizem que você deve fazer o que for necessário para os interesses do país", disse ele. "Se você chegar a um ponto em que a questão da Guarda Revolucionária Islâmica foi levantada, a questão da Guarda Revolucionária Islâmica não deve ser um obstáculo para você."

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Embora mais tarde tenha dito que não negociaria as sanções da Guarda, a observação de sábado representa a primeira vez que ele ou qualquer outro funcionário iraniano sugeriu que poderia ser discutido nas negociações.

Mais cedo, o chefe de política externa da UE, Josep Borrell, disse que todos os lados estavam "muito próximos de um acordo" para um roteiro de restauração do acordo nuclear de 2015, que via o Irã limitar seu enriquecimento de urânio em troca do levantamento de sanções econômicas. Fonte: Associated Press.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Leia Mais.

Aceitar