Participamos do

No Estádio Centenário lotado, Uruguai e Peru disputam "final" por vaga na Copa

21:46 | Mar. 23, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Um estádio em ebulição, uma partida com toques de final e o olhar atento de todo um continente: assim será o confronto entre Uruguai e Peru, dois adversários diretos nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Catar-2022, nesta quinta-feira.

O duelo pode definir em Montevidéu uma das últimas vagas da região no Mundial que será disputado de novembro a dezembro deste ano.

A 'Celeste', quarta colocada com 22 pontos, e a 'Blanquirroja', quinta com 21, protagonizam um confronto direto para garantir a vaga direta na Copa do Mundo, na qual as quatro seleções mais bem posicionadas se classificam pela América do Sul. O quinto vai a uma repescagem onde enfrenta uma seleção asiática.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Os uruguaios podem atingir seu objetivo na mesma quinta-feira se derrotarem o Peru e, ao mesmo tempo, o já classificado Brasil vencer o Chile, que, sexto colocado com 19 pontos, segue na luta por enquanto.

Com essa possibilidade ao alcance, a torcida uruguaia esgotou os ingressos e o mítico Estádio Centenário será um caldeirão com mais de 50.000 torcedores locais e cerca de 2.000 torcedores peruanos.

O confronto decisivo pela penúltima rodada das eliminatórias começará às 20h30 (horário local e de Brasília) e será apitado pelo brasileiro Anderson Daronco.

O Uruguai jogará contra o Peru "como se fosse uma final". A frase que Diego Alonso pronunciou na segunda-feira em entrevista coletiva pode soar como um bordão no universo do futebol, mas nesta ocasião define com bastante precisão o sentimento dos torcedores e da seleção uruguaia.

O técnico, que substituiu Oscar Tabárez em janeiro em uma espécie de 'operação resgate' para a seleção uruguaia após uma série de resultados ruins, sabe que o futuro de seu recém-iniciado processo também está em jogo.

A Celeste tem a seu favor um histórico com amplo favoritismo contra o Peru no Centenário. Dos 25 jogos que disputou em casa contra os 'Incas' desde 1930, venceu 16, empatou sete e só foi derrotado duas vezes (nas eliminatórias em 1981 e 2004), segundo estatísticas da Associação Uruguaia de Futebol (AUF).

Mas não se deve subestimar a sempre aguerrida 'Blanquirroja', cujos jogadores têm se mostrado confiantes em repetir a classificação histórica que conquistaram para a Rússia-2018 após 36 anos de ausência das Copas do Mundo.

"Já fizemos história em outros países onde não tínhamos vencido. Vencemos e esperamos que desta vez não seja exceção", disse o zagueiro peruano Miguel Araújo na segunda-feira, antes de afirmar que tanto este jogo quanto o próximo contra o Paraguai serão "finais".

A equipe comandada pelo argentino Ricardo Gareca voltará a sofrer a ausência por lesão de seus destaques Paolo Guerrero e Jefferson Farfán.

Já o Uruguai vai contar com seus artilheiros históricos Luis Suárez e Edinson Cavani, embora ambos estejam longe de seu melhor momento e venham com poucos minutos de jogo em seus clubes, Atlético de Madrid e Manchester United.

Por seu impacto na classificação para a Copa do Mundo, quase uma questão de Estado em uma sociedade futebolística como a do Uruguai, a partida contra o Peru ganhou até mesmo conotações políticas.

É que o duelo acontecerá três dias antes que parte de uma lei emblemática do governo uruguaio que a oposição quer revogar seja submetida a um referendo, e alguns políticos acreditam que o resultado em campo poderá afetar o resultado eleitoral.

Enquanto aqueles que são favoráveis à revogação terão que colocar uma cédula rosa na urna, aqueles que apoiam o governo irão com uma cédula azul clara, em uma oferta de cores que alguns consideram desleal devido ao simbolismo esportivo.

Até a ex-vice-presidente Lucía Topolansky propôs que os jogadores usassem uma camisa "metade azul claro e metade rosa" para esta partida, algo que a AUF descartou taxativamente.

Um tempero extra-futebol para um confronto que atrairá todos os olhares.

Prováveis escalações:

Uruguai: Fernando Muslera - Ronald Araújo, Diego Godín, José Giménez, Mathías Olivera - Facundo Pellistri, Rodrigo Bentancur, Federico Valverde, Lucas Torreira - Luis Suárez, Edinson Cavani (ou Darwin Núñez). Técnico: Diego Alonso.

Peru: Pedro Gallese - Luís Advincula, Carlos Zambrano, Alexander Callens, Miguel Trauco - Renato Tapia - Sergio Peña, André Carrillo, Raziel García, Santiago Ormeño, Yoshimar Yotún. Técnico: Ricardo Gareca.

gv/ol/aam

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Leia Mais.

Aceitar