Participamos do

Com vários desfalques, Fernando Santos confia no desempenho de Portugal em jogos decisivos

12:56 | Mar. 23, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

O técnico de Portugal, Fernando Santos, disse nesta quarta-feira que confia no desempenho de sua equipe em jogos decisivos para conseguir uma vaga na Copa do Mundo de 2022.

A seleção portuguesa enfrenta amanhã a Turquia pelas semifinais da repescagem das Eliminatórias Europeias no Estádio do Dragão, no Porto.

"Em jogos decisivos, em jogos de final, Portugal tem dado uma resposta positiva, com exceção do último jogo (derrota contra a Sérvia por 2 a 1 na última rodada da fase de grupos). É um fator positivo, estes jogadores têm muita experiência e não se deixam influenciar", disse Santos em entrevista coletiva.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Para disputar sua décima grande competição internacional consecutiva desde a Eurocopa de 2000, a seleção de Cristiano Ronaldo tem que derrotar a Turquia e o vencedor do confronto entre Itália e Macedônia do Norte.

A hipotética decisão entre Portugal e Itália seria disputada na terça-feira que vem, também no Estádio do Dragão. Mas antes, contra a Turquia, os portugueses vão para o jogo com vários desfalques, principalmente na defesa.

O zagueiro Rúben Dias, o lateral Nelson Semedo, o volante Rúben Neves e o meia Renato Sanches não puderam ser convocados por conta de lesões.

Já o veterano Pepe, de 39 anos, está fora da primeira partida da repescagem por ter testado positivo para covid-19 na última segunda-feira. Além disso, o lateral João Cancelo está suspenso e também não enfrenta os turcos.

"Não adianta nada falar dos jogadores que não estão disponíveis. Tentarei montar uma equipe que dará as melhores garantias e sem falta de confiança", disse o treinador.

Sobre o time titular, Santos acrescentou: "Tenho poucas dúvidas no momento, Com certeza sempre tem uma ou duas posições onde podemos ter dúvidas, mas são muito poucas".

Muito criticado pela imprensa portuguesa por não conseguir extrair o melhor de uma geração talentosa, o treinador preferiu não falar sobre o seu futuro caso não consiga levar Portugal à Copa do Mundo de 2022.

"Não é a pregunta a se fazer. Entendo, mas estou totalmente concentrado no jogo de amanhã. Temos que vencer, estar na Copa do Mundo e nos concentrarmos na final que temos amanhã contra a Turquia", concluiu.

bcr/lf/dep/dam/dr/cb

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Leia Mais.

Aceitar