Participamos do

Bombardeio mata jornalista russa em Kiev, na Ucrânia

17:16 | Mar. 23, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Uma jornalista morreu nesta quarta-feira (23) em um bombardeio em Kiev, a capital da Ucrânia, reportou o site letão The Insider, o meio digital para o qual ela trabalhava.

Oksana Baulina morreu após o disparo de um foguete enquanto gravava os danos causados por um bombardeio anterior contra um centro comercial no distrito de Podil, no noroeste da capital ucraniana, segundo um comunicado do próprio veículo de comunicação, cuja sede fica em Riga, na Letônia.

Outro civil morreu e duas pessoas que acompanhavam a jornalista ficaram feridas.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Vamos continuar cobrindo a guerra na Ucrânia, incluídos os crimes de guerra russos, assim como os bombardeios às cegas sobre as zonas residenciais que provocam a morte de civis e jornalistas", afirmou o site independente, criado em 2013 pelo jornalista e ativista Roman Dobrokhotov.

Antes de trabalhar para o Insider, Baulina era produtora para uma fundação de combate à corrupção em seu país. No entanto, as autoridades russas classificaram a fundação como "organização extremista", por isso ela teve que deixar a Rússia.

No total, cinco jornalistas morreram na Ucrânia desde o início da invasão russa em 24 de fevereiro.

hba/bds/sag/mb/rpr/mvv

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Leia Mais.

Aceitar