Participamos do

Medvedev, Zverev e Tsitsipas despontam como favoritos no Masters 1000 de Miami

11:11 | Mar. 22, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Apesar das ausências de Novak Djokovic, número 1 do mundo, e de Rafael Nada, número 3, o Masters 1000 de Miami mantém seu brilho com as presenças do russo Daniil Medvedev (2), o alemão Alexander Zverev (4) e o grego Stefanos Tsitsipas (5).

Também estará presente a nova estrela do tênis americano, Taylor Fritz, campeão em Indian Wells, o primeiro Masters 1000 da temporada, após derrotar Nadal na final.

Medvedev tentará em Miami sem primeiro título em 2022 para recuperar o topo do ranking da ATP, que voltou para as mãos de Djokovic na última segunda-feira. Seus principais rivais serão Zverev e Tsitsipas, que não foram bem em Indian Wells.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O sérvio não estará em Miami por não ter se vacinado contra a Covid-19 e, por isso, não estar autorizado para entrar em território americano.

Nadal, por sua vez, não participa do torneio para se preparar para a temporada de saibro. O jogador também sofreu uma lesão peitoral e nas costelas e teve que receber atendimento médico várias vezes na final de Indian Wells no domingo.

Medvedev, que assim como seus compatriotas e os tenistas bielorrussos jogará sem menção a seu país e nem a representação de sua bandeira, por conta da invasão da Rússia à Ucrânia, pode ter pelo caminho o veterano britânico Andy Murray.

Diante da ausência da número 1 do mundo, a australiana Ashleigh Barty, que decidiu recarregar as baterias após o título no Aberto da Austrália, a favorita em Miami é a polonesa Iga Swiatek.

Swiatek subiu para a segunda posição do ranking da WTA após se sagrar campeã em Indian Wells, derrotando na final a grega Maria Sakkari, número 3 do mundo.

As duas tenistas tentarão confirmar o bom momento na temporada em Miami, onde Aryna Sabalenka (4), em má forma, terá que se superar.

Por fim, os olhos estarão inevitavelmente voltados para outra bielorrussa, Victoria Azarenka, que teve uma crise de choro em sua partida contra a cazaque Elena Rybanika no Masters 1000 de Indian Wells.

A japonesa Naomi Osaka também teve um episódio de lágrimas na partida contra a russa Veronika Kudermetova no torneio californiano, quando foi ofendida por uma torcedora: "Naomi, você é uma droga!". Abalada, ela acabou derrotada e eliminada.

nip-meh/ma/cb

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags