Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Mundo escapou de "catástrofe nuclear" por pouco, diz enviada dos EUA à ONU

A enviada dos Estados Unidos à Organização das Nações Unidas (ONU), Linda Thomas-Greenfield, condenou nesta sexta-feira, 4, o ataque russo à usina nuclear de Zaporizhzhia, a maior da Ucrânia e da Europa. Durante sessão no Conselho de Segurança, a embaixadora afirmou que o mundo escapou de uma "catástrofe nuclear" por pouco.

Linda Thomas-Greenfield chamou a ofensiva de "irresponsável" e "perigosa escalada", e disse que a operação ameaça a população da Europa.

A representante norte-americana exortou os russos a retirarem forças da região de usinas nucleares. "A Rússia deve respeitar suas próprias tropas e não enviá-las a missões suicidas", comentou.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A diplomata revelou ainda que os EUA convocaram reunião emergencial na próxima segunda-feira para tratar da situação humanitária na Ucrânia.

Segundo ela, forças russas estão a 20 milhas (32 km) da segundo maior usina nuclear do país. "O presidente russo Vladimir Putin deve encerrar acabar com a tragédia humanitária encerrando conflito", instou.

A embaixadora do Reino Unido na ONU, Barbara Woodward, reforçou pedido para que Moscou retire suas tropas da Ucrânia.

O representante da França, Nicolas de Rivière, por sua vez, se disse "seriamente preocupado" com o ataque russo à usina.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar