Participamos do

Líder Manchester City vence Everton (3-2) no fim; Eriksen volta aos gramados

19:04 | Fev. 26, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Após a derrota no fim de semana passado para o Tottenham (3 a 2), o Manchester City, líder da Premier League, respirou aliviado graças ao triunfo conquistado fora de casa sobre o Everton com um gol de Phil Foden, pela 27ª rodada em que o dinamarquês Christian Eriksen voltou aos gramados oito meses depois de sua parada cardíaca.

Essa derrota diante dos Spurs e a vitória do Liverpool no meio da semana em uma partida adiada, haviam reduzido a vantagem dos 'Citizens' para apenas três pontos.

O Liverpool enfrentará o Arsenal (5º) só na quarta-feira, já que no domingo disputará a final da Copa da Liga contra o Chelsea.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A equipe de Pep Guardiola tem agora uma vantagem de seis pontos, embora os 'Reds' tenham um jogo a menos, graças ao gol de Foden a oito minutos do final.

O Everton poderia ter obtido um resultado melhor, já que o árbitro marcou um pênalti nos últimos instantes por um toque de mão na bola do espanhol Rodri. Mas depois de revisar o lance no VAR, o árbitro marcou um impedimento anterior.

"Tenho que admitir que a vitória foi muito importante. O segundo tempo foi muito melhor. Goodison Park é sempre muito difícil. Boa vitória, mais um passo à frente", disse Guardiola.

"Faltam onze jogos para terminar a Premier League, conversamos com a equipe, temos que vencer todos os jogos", respondeu quando questionado sobre a luta pelo título.

Com 42 pontos, o Tottenham é sétimo, mas agora está a apenas quatro pontos do Manchester United (4º), time que atualmente fecha a 'zona da Champions' na Inglaterra.

Mais cedo o Tottenham reagiu com contundência após a derrota (1-0) fora de casa para o Burnley na quarta-feira, e goleou por 4 a 0 em sua visita ao Leeds, aumentando assim a pressão sobre o técnico argentino Marcelo Bielsa.

Matt Doherty (aos 10 minutos), Dejan Kulusevski (15), Harry Kane (27) e Son Heung-min (85) marcaram os gols dos 'Spurs' em Elland Road.

A vitória também tem um efeito calmante sobre o técnico italiano do Tottenham, Antonio Conte, que ficou abalado após a derrota para o Burnley, a terceira em quatro jogos. O ex-treinador da seleção italiana ainda havia deixado no ar seu futuro no comando do time londrino.

Mas neste sábado foi diferente. "Estou satisfeito com meus jogadores", disse Conte à mídia interna do Spurs.

"Hoje pedi respostas, não só sobre aspectos futebolísticos, mas principalmente no caráter, no espírito, na vontade, na vontade de lutar, de vencer duelos. Hoje, em um jogo difícil - não se esqueça que jogar contra o Leeds fora, neste estádio, não é fácil - ter esse tipo de resposta é bom para mim."

No Leeds, a situação está se tornando cada vez mais preocupante. A equipe é a décima quinta, com apenas 3 pontos acima da zona de rebaixamento e quase todos os times abaixo disputaram vários jogos a menos.

Nos últimos seis jogos só marcou um ponto e sofreu 21 gols nesses duelos, incluindo uma dura goleada (6-0) na quarta-feira imposta pelo Liverpool.

Marcelo Bielsa, o treinador que promoveu o Leeds à primeira divisão em 2020, vê a sua situação se complicar cada vez mais devido à sucessão de maus resultados.

"Precisamos defender melhor", disse o técnico, à BBC. "Precisamos deixar os adversários mais preocupados quando têm a bola e tentar conseguir atacar sem defender mal e defender sem que isso nos impeça de atacar".

Outra equipe que não decola é o Manchester United, que não conseguiu neste sábado marcar um gol em seu estádio contra o penúltimo colocado.

O United, adversário do Atlético de Madrid nas oitavas de final da Liga dos Campeões (1-1 na ida no estádio Wanda Metropolitano), poderá se complicar muito em sua luta pela classificação para a próxima Liga dos Campeões, já que os seus perseguidores (Arsenal, West Ham, Tottenham e até mesmo o Wolwerhampton) disputaram pelo menos dois jogos a menos.

A outra grande novidade do dia na Premier foi o retorno aos gramados do dinamarquês Christian Eriksen, oito meses após sofrer uma parada cardíaca no meio de uma partida da Eurocopa.

O meia de 30 anos, que teve um desfibrilador implantado, entrou em campo aos 52 minutos, quando seu time, o Brentford, já perdia por 2 a 0 e jogava com 10 devido à expulsão aos 11 minutos de Josh Dasilva.

"Tirando o resultado, sou um homem feliz", disse Eriksen ao canal Sky Sports. "Passar pelo que passei e estar de volta é uma sensação maravilhosa", acrescentou.

Com esta vitória, o Newcastle, uma das equipes que mais se fortaleceu no mercado de inverno, continua a subir e já é 14º com 25 pontos, um a mais que seu adversário deste sábado e quatro acima da zona de rebaixamento.

-- Jogos da 27ª rodada da Premier League (horário de Brasília) e classificação:

- Sexta-feira:

Southampton - Norwich City 2 - 0

- Sábado:

Leeds - Tottenham 0 - 4

Crystal Palace - Burnley 1 - 1

Manchester United - Watford 0 - 0

Brentford - Newcastle 0 - 2

Brighton - Aston Villa 0 - 2

Everton - Manchester City 0 - 1

- Domingo:

(11h00) West Ham - Wolverhampton

- Quarta-feira:

(17h15) Arsenal - Liverpool

Classificação: Pts J V E D Gp Gc SG

1. Manchester City 66 27 21 3 3 64 17 47

2. Liverpool 60 26 18 6 2 70 20 50

3. Chelsea 50 25 14 8 3 49 18 31

4. Manchester United 47 27 13 8 6 44 34 10

5. Arsenal 45 24 14 3 7 38 27 11

6. West Ham 42 26 12 6 8 45 34 11

7. Tottenham 42 25 13 3 9 35 32 3

8. Wolverhampton 40 25 12 4 9 24 20 4

9. Southampton 35 26 8 11 7 34 37 -3

10. Brighton 33 26 7 12 7 25 30 -5

11. Crystal Palace 30 27 6 12 9 37 38 -1

12. Aston Villa 30 25 9 3 13 33 37 -4

13. Leicester 27 23 7 6 10 37 43 -6

14. Newcastle 25 25 5 10 10 28 45 -17

15. Brentford 24 27 6 6 15 27 44 -17

16. Leeds 23 26 5 8 13 29 60 -31

17. Everton 22 24 6 4 14 28 41 -13

18. Burnley 21 24 3 12 9 22 30 -8

19. Watford 19 26 5 4 17 25 47 -22

20. Norwich City 17 26 4 5 17 15 55 -40

./bds/bur-hap/dr/aam

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags