Participamos do

Milhares de fiéis se reúnem no santuário de Lourdes, aberto pela primeira vez desde a pandemia

13:51 | Fev. 11, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

Milhares de fiéis seguiram nesta sexta-feira (11) para o santuário de Lourdes, no sul da França, ansiosos para tocar sua gruta, fechada ao público por quase dois anos devido à crise sanitária.

A data de 11 de fevereiro é simbólica, pois é o dia em que pela primeira vez, em 1858, a Virgem Maria apareceu diante de Bernadette Soubirous, segundo a tradição católica.

Desta vez, "os peregrinos podem retornar ao interior da gruta para tocar nesta rocha como sinal de fé na Virgem Maria, para nela depositar suas alegrias, tristezas ou angústias", disse Olivier Ribadeau Dumas, responsável pelo santuário.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Uma missa reuniu cerca de 4.000 pessoas. "Nunca tivemos tanta gente em uma missa em dois anos", comemorou.

O fechamento da gruta custou muito para a cidade de 14 mil habitantes que depende 90% do turismo.

Antes da pandemia, a cidade mariana recebia cerca de 3,5 milhões de visitantes por ano, muitos deles doentes em busca de uma cura milagrosa.

O levantamento da maioria das restrições no santuário - embora a máscara ainda seja usada - é "sinal de que este tempo que vivemos está ficando para trás e que as peregrinações podem seguir com segurança e serenidade", disse Ribadeau Dumas.

vid-mer/ap/vk/cm/mab/mis/jc

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags