Participamos do

Federação do Equador pede para que proibição de público em jogo com Brasil seja reconsiderada

16:13 | Jan. 25, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

A Federação Equatoriana de Futebol (FEF) classificou nesta terça-feira como "errada" a proibição, devido à pandemia, da entrada do público na partida contra o Brasil na quinta-feira, em Quito, pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo do Catar-2022, e pediu às autoridades que reconsidere a resolução.

A entidade solicitou "reconsiderar e rever a decisão" e "permitir a presença do público para a partida de nossa seleção", segundo uma carta divulgada pela Federação e dirigida ao presidente do Comitê Nacional de Operações de Emergência (COE), Juan Zapata.

A FEF argumentou que cumpriu seu plano de biossegurança nos estádios com "excelentes resultados" e que "deixaria o Equador em uma situação muito ruim se o país se tornar o único da região a jogar sem público". A entidade havia solicitado uma capacidade de 60%.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O COE decidiu proibir a entrada de torcedores na partida do Equador contra o Brasil na quinta-feira no estádio Rodrigo Paz Delgado, na capital equatoriana, para evitar o aumento de casos de covid-19 e diante da "alta transmissibilidade" da variante ômicron.

A FEF criticou a decisão, que considerou "equivocada", e questionou o fato de as pessoas estarem autorizadas a entrar em locais fechados onde não são exigidos certificados de vacinação contra a covid-19. O Equador registra mais de 684.000 infectados (3.864 casos por 100.000 habitantes) e 34.338 mortes.

O órgão máximo do futebol equatoriano também afirmou que o país tem uma alta taxa de imunização. A nação andina, com 17,7 milhões de habitantes, aplicou o esquema vacinal completo a 82% de sua população com 5 anos ou mais.

A quatro rodadas do fim das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo do Catar-2022, a FEF avaliou que "jogar em casa com o calor da nossa gente" tem "um papel fundamental na parte emocional" da equipe.

A 'Tricolor', que ocupa a terceira colocação com 23 pontos, pode garantir a vaga para o Mundial deste ano nos duelos contra Brasil (35 pontos e já classificado) e Peru, 17 pontos, no dia 1º de fevereiro, em Lima.

pld/ma/aam

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags