Participamos do

ONU destaca a condenação do ex-coronel sírio como 'avanço' para a justiça

11:09 | Jan. 13, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

A alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, destacou nesta quinta-feira (13) como um "avanço" para a justiça a condenação à prisão perpétua de um ex-coronel dos serviços de inteligência sírios por crimes contra a humanidade.

Este veredicto "serve como um poderoso elemento dissuasório e ajudará a prevenir futuras atrocidades", disse Bachelet em um comunicado.

O Alto Tribunal regional de Coblenza, ao oeste da Alemanha, declarou Anwar Raslan, de 58 anos, culpado da morte de ao menos 27 prisioneiros e da tortura de milhares de presos em um centro de detenção secreto em Damasco, entre 2011 e 2012.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

vog/apo/mis/bl/aa

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags