Participamos do

Polícia alemã identifica mais de 400 suspeitos de uma rede de pedofilia

A investigação, iniciada em 2019 pelo Ministério Público de Colônia, identificou também 65 menores de entre um e 17 anos de idade que teriam sido vítimas da rede
09:55 | Jan. 12, 2022
Autor AFP
Tipo Notícia

A polícia de Colônia, na Alemanha, anunciou nesta quarta-feira, 12, que identificou durante dois anos de investigação 439 supostos membros de uma rede de pedofilia que se espalhou por todo o país.

A investigação, iniciada em 2019 pelo Ministério Público de Colônia, identificou também 65 menores de entre um e 17 anos de idade que teriam sido vítimas da rede.

"Identificamos suspeitos de todas as classes sociais", detalhou o chefe do grupo de investigação Michael Esser em entrevista coletiva. "Pessoas que tinham uma vida boa e pessoas muito instruídas", assim como "gente humilde".

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Segundo os investigadores, na maioria dos casos, os suspeitos atuavam no entorno familiar mais próximo.

A Justiça já emitiu 13 condenações por essa investigação, entre elas uma sentença de 12 anos de prisão em outubro de 2020 contra o líder da rede.

Trata-se de Jörg L., de cerca de 40 anos, acusado de dezenas de abusos sexuais contra menores, estupros e divulgação de pornografia infantil.

A maioria dos crimes foi contra sua filha, nascida em 2017, e que teria sido frequentemente maltratada desde que tinha três meses na ausência de sua mãe. Sua prisão em 2019 permitiu desmantelar a ampla rede de pedofilia.


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags