Participamos do

Jogo de futebol é encerrado na Alemanha após insulto racista

00:01 | Jan. 05, 2022
Autor DW
Tipo Notícia

Partida da terceira divisão da Bundesliga entre MSV Duisburg e VfL Osnabrück foi finalizada quando gritos de macaco foram ouvidos contra o jogador Aaron Opoku.Um jogo da terceira divisão da Bundesliga, o campeonato profissional de futebol alemão, foi encerrado neste domingo (19/12) após um caso de racismo. Aos 33 minutos do primeiro tempo, a partida entre MSV Duisburg e VfL Osnabrück foi cancelada pelo árbitro Nicolas Winter, quando o placar estava em 0 a 0. O jogador Aaron Opoku, do VfL Osnabrück, a equipe visitante, foi vítima de insultos, com gritos de macaco vindos da arquibancada. O suposto autor do ato foi identificado e retirado do estádio. "Houve um escanteio para o VfL Osnabrück e depois sons de macaco vindos das arquibancadas", disse árbitro. A equipe de arbitragem reagiu imediatamente. "Vi como o jogador estava abalado", afirmou Winter. Em seguida, todos se dirigiram ao vestiário para, segundo Winter, "cuidar do jogador". "Eu disse que estamos aqui para protegê-lo", afirmou o árbitro. Um relatório especial será elaborado por Winter sobre o incidente: "Isso é muito dramático em tempos difíceis". Visitantes sem condições de jogar Devido ao incidente, a equipe visitante não se sentiu em condições de continuar a partida. "Não podemos aceitar algo assim. Aaron está acabado e não pode mais jogar", disse o diretor administrativo do VfL Osnabrück, Michael Welling. Ao não continuar a partida, o clube também queria reforçar a mensagem de que "não aceitará situações como essa". De acordo com Welling, o jogador do MSV Leroy Kwadwo também foi insultado racialmente. Apoio no estádio Enquanto as equipes estavam no vestiário, muitos espectadores gritaram "fora nazistas!" e a música anti-fascismo Schrei nach Liebe, da banda Die Ärzte, tocou no estádio. "Só tivemos a chance de pedir desculpas. Mais do que compreendemos a situação. Este é um ponto baixo na história do nosso clube", disse o porta-voz do MSV, Martin Haltermann. "Se você acabou de ver a cena no vestiário, a decisão é compreensível. Espero que esse seja o último aviso para os cabeças-ocas que ainda não entenderam", acrescentou. As duas equipes se pronunciaram pelo Twitter sobre o fato. "Jogo interrompido. Opoku foi insultado racialmente. Incompreensível. Aaron, estamos com você!! Fora nazis!", escreveu a conta do VfL Osnabrück. "A partida termina após o VfL Osnabrück não ter mais condições de competir. Compreendemos isso perfeitamente e encaramos a situação como ela é. Uma tarde amarga para o futebol em #Duisburg!”, postou o MSV Duisburg. Em julho, a seleção olímpica alemã de futebol deixou uma partida amistosa contra Honduras antes do fim, após denúncias de ataques racistas contra o zagueiro Jordan Torunarigha. Os jogadores deixaram o campo aos 85 minutos da partida em preparação aos Jogos Olímpicos de Tóquio. le (dpa, sid, ots)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente