Participamos do

Partidos anunciam acordo e Olaf Scholz deve ser confirmado novo primeiro-ministro alemão

Além do Partido Social-Democrata (SPD), os Verdes e o Partido Democrático Liberal (FDP) formam a coalizão e devem revelar detalhes do acordo ainda nesta quarta-feira, em Berlim
11:28 | Nov. 24, 2021
Autor Vítor Magalhães
Foto do autor
Vítor Magalhães Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Cerca de dois meses após as eleições parlamentares na Alemanha, três dos principais partidos políticos do país anunciaram que chegaram a um acordo, nesta quarta-feira, 24, para formar um novo governo de coalizão que deve ser liderado pelo social-democrata Olaf Scholz. Além do Partido Social-Democrata (SPD), os Verdes e o Partido Democrático Liberal (FDP) formam a coalizão e devem revelar detalhes do acordo em Berlim às 15h (11h em Brasília).

Os partidos da coalizão não são, tradicionalmente, alinhados. Enquanto o SPD e os verdes tem tendências mais à esquerda, o FDP está alinhado a pensamentos de centro-direita. Fato é que o novo governo significa o fim da era da chanceler Angela Merkel após 16 anos. Com isso, a União Democrática Cristã (CDU), legenda de Merkel, e a União Social Cristã (CSU) farão parte da oposição após mais de uma década e meia.

Apesar das divergências da nova coalizão, como o financiamento de planos climáticos apoiado pelos verdes, mas com oposição dos democratas livres ao aumento de impostos, os partidos que devem compor o novo governo esperam agora que Scholz seja confirmado pelo Bundestag (Parlamento alemão) como novo primeiro-ministro no início de dezembro.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags