Participamos do

Ex-detento tatua o próprio rosto para simbolizar fim da vida de crimes

Jerry Lee usou óleo vegetal, fuligem, álcool e uma caneta para o procedimento; ele foi liberado da prisão no começo deste mês e pretende seguir trabalhando com tatuagens
04:44 | Out. 29, 2021
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Nos Estados Unidos, um ex-presidiário decidiu tatuar o próprio rosto com desenho de um caveira enquanto estava preso. Em entrevista exclusiva ao jornal britânico Daily Star, Jerry Lee, de 42 anos, explicou em detalhes como e por que fez esta transformação, realizada por ele mesmo dentro da sua própria cela, em frente ao espelho.

"Queimei óleo vegetal e misturei a fuligem com álcool para a tinta e usei uma caneta para a agulha”, revelou o ex-presidiário, que ficou 49 meses na prisão após participar de um assalto a banco. “É uma caveira representando a morte, aberta, com os meus demônios interiores olhando para fora", completou.

 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A decisão de realizar a tatuagem facial aconteceu após Lee receber uma carta comovente de seu filho. Na época, ele estava separado dos demais presos por ter se envolvido no esfaqueamento de um outro detento.

“Não pude ligar para ele na época pois estava em segregação disciplinar. Uma parte de mim morreu por não estar lá com ele”, explica. “Fiz isso [a tatuagem] para mim mesmo como uma lembrança diária daquela época, uma fase da minha vida que nunca vou me esquecer", completa

Lee foi liberado no começo deste mês da prisão onde estava detido, a United States Penitentiary Big Sandy, no Kentucky, e atualmente está morando na Carolina do Norte. Ele disse não ter tido efeitos colaterais decorrentes dos procedimentos artesanais.

O ex-detento disse que os agentes penitenciários e demais detentos no geral gostaram da tatuagem. Ele postou várias fotos de sua arte nas redes sociais e recebeu os mais diversos comentários.

Lee também mencionou que pretende no futuro continuar trabalhando com tatuagem: "A reação dos outros tem sido muito boa e de apoio principalmente, mas não deixo que as opiniões negativas dos outros me incomodem. Agora eu quero me tornar um grande tatuador e viajar no circuito das convenções de tatuagem. Minha esperança para o futuro é conseguir abrir um estúdio de tatuagem”, conclui.

Conteúdo sempre disponível e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags