Participamos do

Na ONU, Fernández critica endividamento 'tóxico' e 'irresponsável' com FMI

19:20 | Set. 21, 2021
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, criticou nesta terça-feira, 21, na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), o que chamou de endividamento "tóxico" e "irresponsável" do país com o Fundo Monetário Internacional(FMI).

Durante seu discurso, o mandatário disse que a dívida externa contraída pelo governo de seu antecessor, Mauricio Macri, com o órgão é "insustentável". O chefe da Casa Rosada defendeu a necessidade de uma "reconfiguração" da arquitetura financeira global para que a reestruturação das dívidas soberanas seja feita de forma mais "sustentável".

Sobre a crise de saúde, Fernández disse que as vacinas contra a covid-19 deveriam ser bens públicos globais. O líder argentino também afirmou há "três pandemias" atualmente no mundo: a do coronavírus, a da desigualdade social e da mudança climática. Ele reiterou ainda o compromisso do país sul-americano com o Acordo de Paris.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags