Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Dinamarca proíbe criminosos de acessarem áreas de lazer noturno

Esta restrição "permitirá que a vida noturna e as ruas sejam mais seguras", disse o ministério da Justiça dinamarquês
18:31 | Set. 14, 2021
Autor AFP
Foto do autor
AFP Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A polícia dinamarquesa anunciou que a partir desta terça-feira, 14, está proibido o acesso de criminosos em quatro áreas de "lazer noturno" da capital Copenhague, para que a vida noturna "seja mais segura".

Na Dinamarca, é possível aplicar este tipo de restrição após a entrada em vigor em julho de uma lei que proíbe o acesso de pessoas com antecedentes criminais em áreas com uma grande concentração de bares, entre meia-noite e as 05h00 da manhã.

A medida em Copenhague "entrou em vigor em 14 de setembro", informou a polícia à AFP. Esta restrição "permitirá que a vida noturna e as ruas de Copenhague sejam mais seguras", disse em julho o ministro da Justiça, Nick Haekkerup.

"A aplicação desta proibição representará um trabalho permanente para nossas patrulhas do ócio noturno. Se recebermos relatos de que condenados estão violando sua proibição, responderemos", explicou à AFP um responsável da polícia de Copenhague, Tommy Laursen.

Apesar da entrada da lei em vigor há dois meses, nenhuma pessoa havia sido proibida de acessar qualquer área de lazer noturno até agora.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Policial condenado pelo assassinato de George Floyd se declara inocente em novo julgamento

CLJ
14:34 | Set. 14, 2021
Autor AFP
Tipo

O ex-policial condenado pelo assassinato de George Floyd e os outros três policiais envolvidos na tragédia se declararam inocentes nesta terça-feira (14), no início de um novo julgamento, desta vez perante a justiça federal.

 

Derek Chauvin, de 45 anos, nunca reconheceu qualquer irregularidade na morte de Floyd, um homem negro em cujo pescoço ele se ajoelhou por quase 10 minutos em maio de 2020.

 

Leia Mais - O que mudou um ano após a morte de George Floyd?

 

 

Chauvin foi condenado em junho a 22 anos e meio de prisão, pena que ele cumpre atualmente, no final de um julgamento extraordinário em um tribunal estadual de Minnesota.

 

Durante seu primeiro julgamento, seu advogado disse que Chauvin seguiu os procedimentos policiais e que a morte de Floyd foi devido a problemas de saúde agravados pelo uso de drogas.

 

Os três ex-colegas de Chauvin, Tou Thao, Alexander Kueng e Thomas Lane, serão julgados em março de 2022 sob a acusação de "cumplicidade em homicídio", também nos tribunais de Minnesota.

 

Paralelamente, todos os quatro enfrentam acusações federais de "violação dos direitos constitucionais" de Floyd.

 

Sob essas acusações é que apareceram nesta terça-feira, por vídeo, perante um juiz federal. No início da audiência, todos se declararam "inocentes".

 

A imprensa local, entretanto, havia noticiado que Chauvin vinha negociando um acordo judicial há várias semanas que o pouparia de outro julgamento.

 

No final do primeiro processo, Chauvin ofereceu suas condolências à família Floyd e disse: "Haverá outras informações no futuro que seriam de interesse e espero que as coisas lhe deem um pouco de paz de espírito".

 

As duplas acusações são permitidas nos Estados Unidos, mas são relativamente raras. Os procedimentos refletem a importância do caso, centro de uma onda de protestos em todo o país contra a brutalidade policial e o racismo sistêmico.

 


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Terra Firme: PF deflagra operação contra tráfico de pessoas

Geral
14:18 | Set. 14, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Polícia Federal deflagrou hoje (14) a Operação Terra Firme, com o objetivo de reprimir a promoção da saída ilegal de brasileiros para os Estados Unidos. Dois mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal, estão sendo cumpridos nas cidades mineiras de Governador Valadares e Conselheiro Pena.

Segundo a PF, as investigações tiveram início em 2021, “após a abordagem de um veículo que transportava diversos documentos referentes à atividade criminosa em andamento e ao envolvimento de diversas pessoas na promoção de migração ilegal”.  

Durante as investigações, foi constatado que suspeitos de promoverem a migração ilícita “recebiam valores das vítimas e aceitavam como garantia de pagamento notas promissórias, veículos e até eletrodomésticos”.  Durante as ações foram encontrados e apreendidos aparelhos celulares, veículos e bens ofertados por vítimas, como forma de pagamento pela promessa de ingresso em território estrangeiro de forma irregular.

A Operação Terra Firme decorre de um acordo de cooperação policial internacional contra o tráfico de pessoas.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

500 agentes da Polícia Civil devem ser contratados imediatamente após concurso

segurança pública
11:07 | Set. 14, 2021
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O governador Camilo Santana (PT) anunciou nesta terça-feira, 14, que mais de 500 agentes devem ser contratados imediatamente após o resultado dos concurso da Polícia Civil. A informação foi divulgada durante a inauguração da 48ª base do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) da Polícia Militar (PMCE), no município de Paracuru. 

LEIA MAIS| Governo do Ceará lança edital para concurso da Polícia Militar, com 2 mil vagas

"Saiu o resultado, eu quero contratar de imediato os 500 homens da Polícia Civil para fazer logo parte dos quadros para ajudar a Polícia do Estado", disse o governador. O Governo anunciou três concursos para o setor de segurança pública. Para a Polícia Civil do Ceará foram 1.500 vagas. São 500 vagas de contratação imediata e 1.000 de cadastro reserva nos cargos de escrivão e inspetor, ambos com exigência de nível superior completo e salário inicial de R$ 3.732

Outras 2 mil vagas foram ofertadas para o cargo de soldado da Polícia Militar. Das vagas, 1.360 são para pessoas do sexo masculino e 240 para sexo feminino, na ampla concorrência. Há ainda 400 vagas destinadas à cota racial. 

Em maio, foram publicados os editais para os ingressos de novos servidores para a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), certame realizado nesse domingo, 1º, e da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), tanto para convocação imediata quanto para Cadastro de Reserva (CR).

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

PF prende suspeito de envolvimento em roubo em Araçatuba

Geral
10:48 | Set. 14, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Polícia Federal (PF) prendeu hoje (14), temporariamente, na capital paulista, um suspeito de integrar a quadrilha responsável pelo roubo de bancos em Araçatuba na madrugada do dia 30 de agosto. Além do mandado de prisão, foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão em Campinas, três em Piracicaba, dois em Araçatuba, um em Guarulhos e seis em São Paulo.

A ação dos criminosos durou duas horas, com ataques às agências, tiroteio e fuga. Os criminosos fizeram moradores e motoristas reféns, com algumas das vítimas feitas de escudo humano. Veículos foram incendiados para fechar vias e atrapalhar a aproximação da polícia. Além disso, os criminosos usaram drone para monitorar a chegada da polícia e espalharam explosivos pelo centro da cidade, motivo pelo qual a prefeitura suspendeu as aulas e o transporte público na cidade.

Segundo a PF, o detido foi interrogado e encaminhado ao presídio local, onde permanecerá à disposição da Justiça Federal. “Desde o dia dos fatos a Polícia Federal trabalha incessantemente na identificação e prisão dos integrantes da organização criminosa e, nesse momento, espera colher mais elementos em decorrência das buscas realizadas”, informou a PF em nota.

De acordo com as informações, em menos de 15 dias a PF já prendeu oito pessoas envolvidas no roubo. Outras duas, que já haviam sido identificadas, morreram.

As investigações continuam.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

PF investiga irregularidades no pagamento de seguro-defeso

Geral
09:12 | Set. 14, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Fraudes em benefícios do seguro-defeso estão na mira da Operação Retomada da Polícia Federal nesta terça-feira (14). Na ação, cerca de 60 policiais federais cumprem oito mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal em Goiás, Minas Gerais e no Distrito Federal.

As investigações, realizadas em parceria com a Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista do Ministério do Trabalho e Previdência, identificaram uma associação criminosa - com participação de representantes de Colônias de Pescadores - fraudava requerimentos de seguro-defeso há mais de cinco anos.

“Até o momento já foi identificado o pagamento indevido de 35 benefícios a falsos pescadores, totalizando um prejuízo de cerca de R$ 850 mil, no entanto, a expectativa é de que a fraude possa atingir o valor de R$ 34 milhões e envolver aproximadamente 1500 pessoas”, disse a PF em nota.

A fraude no benefício consistia na utilização de documentos falsos para a concessão de seguro-defeso a falsos pescadores, sendo constatado que alguns beneficiários possuem endereços de residências diferentes dos endereços declarados nos pedidos do seguro, outros recebem outro benefício social, como o bolsa-família, ou possuem outra atividade como meio de subsistência, o que é proibido pela lei.

Os envolvidos responderão pelos crimes de estelionato majorado e associação criminosa, com penas que podem variar de três a oito anos de reclusão.

Seguro-defeso

O benefício é pago pelo Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) aos pescadores profissionais artesanais, durante o período de defeso, em que são paralisadas temporariamente as atividades de pesca, em razão da necessidade de preservação de determinadas espécies de peixes.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags