PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Mortes em peregrinação representam uma das catástrofes mais graves na história de Israel

07:29 | 30/04/2021
Faces have been blurred from the source United Hatzalah / -----EDITORS NOTE --- RESTRICTED TO EDITORIAL USE - MANDATORY CREDIT
Faces have been blurred from the source United Hatzalah / -----EDITORS NOTE --- RESTRICTED TO EDITORIAL USE - MANDATORY CREDIT "AFP PHOTO / United Hatzalah" - NO MARKETING - NO ADVERTISIN Created (Foto: HANDOUT, ISHAY JERUSALEMITE / BEHADREI HAREDIM / AFP)

O tumulto que provocou pelo menos 44 mortes no norte de Israel na madrugada de quinta-feira para sexta-feira durante uma peregrinação judaica é uma das "catástrofes mais graves" da história do país, afirmou o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

 

"A catástrofe do Monte Meron é uma das mais graves a atingir o Estado de Israel", afirmou em uma mensagem no Twitter o chefe de Governo, que visitou nesta sexta-feira o local da tragédia e decretou um dia de luto nacional no domingo.