Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Após massacre, Joe Biden defende maior controle na venda de armas

No ultimo massacre registrado, cerca de 10 pessoas foram mortas durante um ataque a tiros em um supermercado, no estado do Colorado

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, defendeu nessa terça-feira, 23, medidas para reforçar o controle de armas no país, inclusive a proibição do porte de rifles semiautomáticos e munições de alta capacidade. Em sessão do Congresso, Biden alegou que a medida “salvaria vidas”. A ação é em resposta ao massacre ocorrido nesta semana na cidade de Boulder, no Colorado, que deixou dez mortos.

O presidente dos Estados Unidos declarou, ainda, não ter conhecimento de todos os detalhes sobre as motivações do suspeito e das armas utilizadas no crime. Apesar disso, Biden declarou que não quer esperar mais para instaurar a medida. De acordo com o site VEJA, Joe Biden Biden solicitou ao Senado que “imediatamente” aprove duas leis, que já foram autorizadas pela Câmara, que “fechariam as lacunas no sistema de verificação de antecedentes” para compradores.

LEIA TAMBÉM: Biden: 600 milhões de dosesde vacina estarão disponíveis até maio

 O massacre

 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Na última segunda-feira, 22, um homem abriu fogo contra clientes de um supermercado na cidade de Boulder, deixando ao menos dez mortos e vários outros feridos, inclusive um policial.

Já no último dia 16, oito pessoas foram baleadas e mortas em episódios registrados em três locais diferentes, uma casa de massagem e dois spas, localizados na cidade de Atlanta, Geórgia. Entre as vítimas estavam seis mulheres asiáticas. O suspeito do crime foi identificado como Robert Aaron Long, de 21 anos. A tragédia impulsionou manifestações nas redes sociais contra o racismo e xenofobia a pessoas asiáticas.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar