PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Mulher arranca máscara, xinga e tosse em motorista; veja vídeo

Em vídeo gravado pela câmera de segurança do veículo, é possível ouvir a mulher dizendo "fodam-se as máscaras". Enquanto ela tosse diversas vezes, suas colegas riem e dizem palavrões ao fundo

23:37 | 10/03/2021
Passageira arranca máscara do rosto de motorista (Foto: Reprodução/Twitter)
Passageira arranca máscara do rosto de motorista (Foto: Reprodução/Twitter)

Um motorista de aplicativo, identificado como Subhakar Khadka, foi atacado por um grupo de mulheres no último domingo, 7, em São Francisco, nos Estados Unidos. As mulheres agrediram-no após ele pedir que uma delas colocasse uma máscara para proteção da Covid-19, medida requerida pela empresa. A viagem estava em andamento quando Subhakar parou em um posto de combustível e se negou a continuar caso a mulher não cumprisse a regra.

LEIA TAMBÉM | Em 24 horas, Brasil registra 2.286 óbitos por Covid-19, novo recorde

“Ela começou a me insultar, me xingando, questionando minha masculinidade. As outras mulheres estavam até falando em atirar em mim, dizendo que chamariam seus primos para atirar em mim. Elas estavam até zombando da minha etnia”, disse o motorista, em entrevista para a emissora estadunidense KABC-TV.

Em vídeo gravado pela câmera de segurança do veículo, é possível ouvir a mulher dizendo “f...-se as máscaras”. Enquanto ela tosse diversas vezes, suas colegas riem e dizem palavrões ao fundo. Em seguida, a mulher arranca o celular de Khadka do painel do carro e puxa a máscara do rosto dele.

LEIA TAMBÉM | Cobra é encontrada no interior de ‘bombinha’ de asma

O motorista desabafou que está traumatizado desde então, e não voltou a trabalhar: “Foi insuportável, foi ameaçador, eu tive medo da minha vida”. Segundo ele, a Uber lhe enviou US$ 120, aproximadamente R$ 686, para reparar possíveis danos.

Após analisar as imagens da câmera, a Polícia de São Francisco constatou que uma das mulheres vaporizou uma substância, provavelmente um spray de pimenta, no veículo. O incidente está sob investigação, e a Uber declarou que a passageira que iniciou a corrida foi banida da plataforma.