PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Autoridades de saúde dos EUA comemoram vacinas, mas alertam para variantes

14:38 | 29/01/2021

Autoridades de saúde dos Estados Unidos comemoraram nesta sexta-feira, 29, a divulgação de resultados dos testes finais das vacinas para o coronavírus das farmacêuticas Novavax e Johnson & Johnson, mas alertaram para a escalada da pandemia no país. "Apesar de uma redução recente, a ocorrência de casos continua extraordinariamente alta", afirmou a diretora do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), Rochelle Walensky, durante uma coletiva da força-tarefa da Casa Branca para o combate à covid-19.

De acordo com Walensky, o CDC está "tentando entender" como as novas variantes do coronavírus se comportam e de que forma impactam a emergência de saúde pública. "Agora não é a hora de viajar", frisou a cientista, em referência à maior possibilidade de contaminação.

O infectologista Anthony Fauci, que é conselheiro médico chefe do governo Joe Biden, afirmou que os dados fornecidos pela Novavax e J&J sobre os imunizantes para a covid-19 são "encorajadores". No entanto, ele alertou para a necessidade de se acelerar o processo de vacinação devido ao surgimento das variantes do vírus.

"Você pode ter quase certeza de que, enquanto houver muitos vírus circulando, haverá mutações, porque é isso que os vírus fazem", declarou Fauci.

O infectologista também disse que a variante do coronavírus identificada no Reino Unido deve se tornar mais "dominante" nos EUA entre março e abril deste ano.

O conselheiro sênior da Casa Branca para a resposta à pandemia, Andy Slavitt, por sua vez, garantiu que o país terá vacinas suficientes para toda a população.