PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Arnold Schwarzenegger critica Trump em vídeo: "Pior presidente que existiu"

Schwarzenegger, que é ex-governador da Califórnia e do mesmo partido de Trump, afirmou que ele é "o pior presidente que existiu" e comparou a invasão ao Capitólio a episódio da Alemanha nazista

Bemfica de Oliva
17:44 | 11/01/2021
Arnold Schwarzenegger publicou em suas redes sociais vídeo em que critica duramente Trump e compara a invasão ao Capitólio à Noite dos Cristais, episódio que deu início ao período mais duro de perseguição aos judeus na Alemanha nazista (Foto: Reprodução/Twitter)
Arnold Schwarzenegger publicou em suas redes sociais vídeo em que critica duramente Trump e compara a invasão ao Capitólio à Noite dos Cristais, episódio que deu início ao período mais duro de perseguição aos judeus na Alemanha nazista (Foto: Reprodução/Twitter)

Conhecido pelos papéis em diversos filmes, como "Conan" e a franquia "Exterminador do Futuro", o ator e ex-governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger, publicou nesse domingo, 10, um vídeo em que critica duramente o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Ele também condenou a invasão ao Capitólio ocorrida na última quarta-feira, 6.

No vídeo, Schwarzenegger, que é do Partido Republicano - o mesmo de Trump - e governou a Califórnia entre 2003 e 2011, chamou o presidente de "mentiroso" e disse que "ele entrará para a história como o pior presidente que existiu", adicionando que "o lado positivo é que ele em breve será tão irrelevante quanto um tweet antigo".

Schwarzenegger, nascido em 1947, lembrou da infância na Áustria. O país passou por uma guerra civil e governos autoritários durante os anos 1930, sendo em seguida ocupado pela Alemanha nazista até o fim da 2ª Guerra Mundial. Ele pontuou as dificuldades de reconstrução de um país em que parte da população havia sido vítima do regime nazista, e outra parte carregava a culpa por ter participado dele.

Ele comparou também a invasão do Capitólio à chamada Noite dos Cristais, ocorrida em 1938, em que civis e paramilitares nazistas perseguiram judeus e depredaram hospitais, escolas, lojas e prédios ligados à população judaica, além de sinagogas. O episódio marca o endurecimento das políticas da perseguição, por parte do regime nazista, aos judeus, apesar de já haver uma prática de segregação racial anteriormente.

Por fim, o ex-governador pede que o momento seja de união no país, com o fim dos extremismos. Ele fala aos espectadores que, independente de convicções políticas ou preferência partidária, deve-se torcer por um bom mandato para Joe Biden.

Veja o vídeo completo do pronunciamento de Arnold Schwarzenegger sobre Trump e a invasão ao Capitólio (com legendas em inglês)