PUBLICIDADE
Mundo
NOTÍCIA

Contestação pode gerar violência e instabilidade social nos EUA, diz Eurasia

13:46 | 04/11/2020

A possível contestação dos resultados da eleição presidencial nos Estados Unidos pode provocar consequências danosas para o país, incluindo violência nas ruas das grandes cidades, instabilidade social e a visão do vencedor como ilegítima, avalia o presidente e fundador da consultoria de risco político Eurasia, Ian Bremmer, que participou de videoconferência para discutir o cenário eleitoral norte-americano.

Bremmer comentou que a Eurasia vê chance de 75% de vitória de Biden, mas os apoiadores de Trump não vão aceitar esse resultado. "E o presidente Trump vai fazer todo o possível para assegurar isso."

No evento, o presidente executivo (CEO) da Eurasia, Maziar Minovi, lembrou que a consultoria, em janeiro, em sua tradicional publicação anual sobre os maiores riscos para a economia mundial, listou em primeiro lugar o de judicialização das eleições. Este risco, disse ele, está perto de se materializar.

A contestação das eleições, avalia Bremmer, abala a confiança nas instituições americanas, que já vem se erodindo ao longo dos anos, manchando a imagem do país.

"É claro é que vamos ver violência, 99% de chance termos violência como resposta", disse o analista.

A dúvida nesse cenário de violência nas ruas é se Trump, no caso de vitória de Biden, e eleições contestadas, pediria para seus apoiadores saírem das ruas.

"Podemos ver importantes instabilidade social e violência em cada centro urbano nos Estados Unidos", disse ele, prevendo chance de 30% a 70% desse cenário. Os Estados Unidos podem entrar em meses desagradáveis pela frente, de muita divisão política, completou.